Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Correio fraterno — Autores diversos


39


Amor pela dor

  1 Em nome do amor, há quem abandone o santuário doméstico, relegando os vínculos da sua redenção a temporário esquecimento…

  2 Em nome do amor, há quem se confie a tragédias passionais, investindo contra o objeto da própria devoção afetiva, através da delinquência e da morte…

  3 Em nome do amor, há quem provoque separação e desespero, portas a dentro do lar, convertendo-o em inferno de lágrimas a quatro paredes…

  4 Em nome do amor, há quem menospreze o próprio corpo, arrojando-se a despenhadeiros de remorso e sofrimento, pelo desvão do suicídio…

  5 Em nome do amor, há crianças desamparadas, velhinhos sem teto, doentes sitiados em rudes privações, e almas feridas entre pesadelos e aflições irremediáveis…


6 Entretanto, semelhantes delitos, em nome da luz que equilibra o Universo, são perpetrados pela violência e pelo ciúme, pela cegueira e pela incompreensão do egoísmo — o apego desvairado a nós mesmos —, em cuja concha de trevas habitualmente nos ocultamos, fugindo à excelsitude do amor genuíno pelo temor de sofrer.

7 Aceitemos a luta por instrutora de nossa existência, como quem sabe que nada existe sem preço.

Adquiramos o tesouro do amor pelo aproveitamento da dor.

8 Recebamos as lições da renúncia e o próprio sacrifício por jorros de claridade celeste, nas sombras de nosso “eu”, e, aprendendo que mais vale dar que receber, o amor transformará a face de nossos destinos, porque tomará nosso coração por trono de sua glória e, ensinando-nos a entender e ajudar a todos, fará de nossa vida o santuário resplendente e sublime da Vontade Justa e Misericordiosa de Deus.


Emmanuel


Texto extraído da 1ª edição desse livro.

.

Abrir