Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Carmelo, ele mesmo — Mensagens familiares de Carmelo Grisi


1


Retornando à lucidez

(…)

4 Lembro-me de que o esquecimento me envolveu devagar… Vivi os meus últimos dias com vocês num clima de sonho. 5 Às vezes me espantava de reconhecer que falava para a Cida os assuntos que não estavam em meus propósitos. 6 O corpo me parecia em muitas ocasiões um violino quase já sem cordas. O arco de minha vontade tangia inutilmente o instrumento da memória que não respondia aos desejos. (…)

14 Eu não mantinha mais governo sobre as minhas faculdades e os protetores espirituais julgaram mais oportuno que eu retornasse no justo momento em que passei ou me passaram.

15 Romeu, a fé, com o Auxílio de Deus, funcionou em meu beneficio. Vendo ao meu lado vários amigos, junto de mim, tão logo abri os olhos, consciente para a realidade, reconheci que era preciso aceitar a minha transferência sem reclamações.

16 A nossa querida Elvira continuou, junto de mim, nos cuidados que a nossa Cida me dispensava e nosso doutor Orlando me auxiliou com dedicação nos diálogos de cura. 17 Senti-me hospitalizado, como na Terra mesmo, com a diferença de que no tratamento em Rio Preto, o corpo definhava gradativamente, embora o apoio constante que eu recebia, e aqui, à medida que os dias se passaram, experimentei uma certa revitalização e continuo a assinalar essa mesma revitalização que me atinge todas as forças.

18 Notei que os amigos vieram aos poucos para os votos de melhoras e boas vindas. O doutor Orlando e o Germano foram dos primeiros a me prestarem auxílio. O irmão Casimiro até hoje me aplica recursos de amparo espiritual, através de passes, e outros companheiros vieram… Foi o Lidaí a encorajar-me, o Dominguinhos a me trazer otimismo e esperança. (…)

21 Estou no início de uma grande jornada para a qual estou refazendo a memória, pouco a pouco. (…)

25 O desejo de prosseguir com esta carta é muito grande em meu coração, entretanto, ainda me reconheço em refazimento, com a necessidade de disciplina, a fim de melhorar as minhas forças em menos tempo. (…)


.Carmelo Grisi

(18.10.1980)    


ELUCIDAÇÕES


Na sua 1ª mensagem, transmitida 204 dias após o desenlace físico, Carmelo confessa: — “É natural que nossa Elvira e os outros companheiros me apóiem”. n Ele demonstra que seus pensamentos foram traduzidos por aquela que fora sua esposa e que faz jus à boa situação que ora goza na Espiritualidade.

Pela sua narrativa nota-se que, embora não estivesse lúcido para os encarnados na fase final da existência física, ele mantinha a consciência de si mesmo, conquanto não fosse mais capaz de governar sua vontade, com a memória atingida. Daí o clima de sonho em que vivera nos últimos tempos.

Este estado poderia permanecer por longo tempo depois do falecimento, não tivesse ele a fé que o beneficiou, abreviando os dias de angústia e confusão mental.

Ao lado da fé, acrescente-se também a palavra mérito e entenderemos como os espíritos amigos puderam auxiliá-lo naquela fase, com resultados mais positivos, até que chegasse à consciência, porque, na falta de merecimentos, muitas barreiras tornam-se intransponíveis, apesar de toda dedicação que os amigos possam ter, pelo menos, por um largo período de tempo.

Uma vez aceita a situação da transferência de plano, providenciou-se a hospitalização para os tratamentos de revitalização e dos diálogos de cura, estes últimos promovidos por Dr. Orlando que na Terra fora médico psiquiatra e amigo pessoal do assistido. Segundo o Chico, este facultativo lidera grupos de atendimento nas Esferas espirituais mais elevadas, graças à vida reta que teve, estudando e vivenciando o Espiritismo Cristão. n

Segundo nos ensinam os Espíritos e os pesquisadores comprovam, a memória do ser está sediada no perispírito. No caso de Carmelo ela ainda não estava restabelecida ao longo de quase sete meses de vida espiritual, porque nos últimos dois anos de vida física, com a avaria do cérebro material que atingiu a área de sua manifestação, houve repercussão no cérebro perispiritual, e este ainda não estava recondicionado. n


.Gerson Sestini



[3] VER livro Viajores da Luz — Francisco Cândido Xavier/Caio Ramacciotti (Edição GEEM) [Obs. O presente capítulo é constituído de excertos da mensagem original da fonte citada]


[4] Ver a respeito, o livro Viajores da Luz, já citado.


[5] As obras de André Luiz, psicografadas pelo Chico, trazem-nos muitas elucidações a respeito do perispírito ou corpo espiritual.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir