Bíblia do Caminho  † Testamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Caminhos de volta — Autores diversos


32


Nos limites do tempo


Achávamo-nos em Pedro Leopoldo, na intimidade de vários companheiros da nossa Doutrina, com os quais estivemos em reunião pública no dia 31 de dezembro para primeiro de janeiro corrente (1975). Passagem de ano no Lar Lindolfo José Ferreira, dedicado ao acolhimento de irmãos em grande desgaste no tocante à idade física.

Seguindo as sugestões da hora, falávamos acerca do tempo e da reencarnação que a Providência nos concede em certos limites do tempo. Referíamo-nos às ocasiões em que deixamos que os dias sigam sem aproveitá-los em nosso esforço de autoburilamento. O Livro dos Espíritos (Lde) deu-nos a questão 780 para reflexão e estudo, juntamente de lições outras de O Evangelho Segundo o Espiritismo. Depois dos comentários e preces do nosso amigo Martins Peralva, foi a nossa irmã benfeitora Maria Dolores quem nos trouxe a página psicografada.


ORAÇÃO DIANTE DO TEMPO

1 Deus da Eterna Bondade!

Perante a evolução que avança, de hora a hora,

Não nos deixes gastar o tempo em vão…

Resguarda-nos o passo, onde estivermos;

Ajuda-nos, Senhor, e ensina-nos agora

A entregar-te em serviço o próprio coração.


2 Colocaste no Espaço indômito e profundo,

O dínamo do Sol equilibrando o mundo,

Divino gerador de energia a brilhar!

Em ti, a fonte verte a render-se, de todo,

E extinguindo o deserto ou desfazendo o lodo,

Organiza, onde esteja, a formação do lar.


3 Em ti a Terra, em tudo, nos aceita

Por mãe que se consagra à ternura perfeita,

No exercício do bem…

Deste à árvore o dom de viver para o homem,

Sem qualquer recompensa às lutas que a consomem

Para dar-se e servir sem perguntar a quem…


4 A rocha, em ti, na fé que não se cansa,

Garante em todo o vale a segurança

Para que o solo vibre em fruto e flor;

E o mar, em teu poder, que o ajusta e harmoniza

Ao fragor da tormenta ou seja à paz da brisa,

Vive de renovar e recompor…


5 A marca que puseste em toda a natureza,

É a bondade celeste em jorros de beleza,

Amor que ao teu amor excelso nos conduz;

Da nuvem abismal à estrela augusta e bela,

Em toda parte, a vida te revela

A presença de luz.


6 Deus da Eterna Bondade!

Perante a evolução que avança, hora por hora,

Não nos deixes gastar o tempo em vão…

Resguarda-nos o passo, onde estivermos;

Ajuda-nos, Senhor, e ensina-nos agora

A entregar-te, em serviço, o próprio coração.


.Maria Dolores


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

 

.

D
W