Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Colheita do bem — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


91


A nossa prosperidade interior

05/07/1951


1 Meus caros filhos, Deus abençoe a vocês todos, concedendo-lhes boa saúde, paz, alegria e bom-ânimo.

Espero que a viagem a Leopoldina, meu caro Rômulo, tenha trazido a você, como sempre, muito estímulo ao trabalho habitual. É um campo onde a sua sementeira de esforço vem encontrando retribuição justa e peço ao Alto para que os incentivos à sua tarefa cresçam constantemente, proporcionando-lhe renovadas energias para a luta construtiva e abençoada de sempre.

2 Venho auscultando os seus pensamentos mais íntimos e compreendo-lhe as preocupações. Não precisamos acentuar as particularidades da luta que se esboça. Semelhantes detalhes têm sido, por várias vezes, objeto de nossos estudos. Reportamo-nos ao assunto apenas com o fim de considerar o avanço de sua resistência emotiva.

3 Não é hoje a conservação disso ou daquilo que nos impressiona, embora saibamos que de certas situações equilibradas depende também a nossa harmonia. Agora o que mais nos interessa é o nosso próprio comportamento ante a dificuldade ou diante do desafio. Nesse ponto, não só na condição de pai, mas também no título de companheiro e de amigo, observo o valioso desprendimento que você vai edificando. Não é a desistência, a deserção, o abandono. Reconheço que a sua fibra de trabalhador e de lutador prossegue sempre robusta e pronta a participar do bom combate com a paixão pela vitória, mas, com alegria, posso aferir a sua prosperidade interior na confrontação dos valores que realmente se mostram efetivos e substanciais.

4 Em outras épocas, sem a legislação do Evangelho por dentro, você não sabia exercer o controle das células físicas nas horas de tempestade prolongada. A perturbação não sofria a ação de antídotos adequados em sua sensibilidade, mas hoje você sabe identificar as posições das pessoas, das ocorrências e das coisas, conferindo a cada uma o lugar que verdadeiramente lhes cabe. Trabalhemos e esqueçamos todo mal para que nossas intenções e nossas mãos possam interpretar todo bem ao alcance da nossa capacidade de realizar. 5 A existência será sempre um curso avançado de lições para quem avançar na estrada. Só a retaguarda pode submeter-se ao fascínio da estagnação, do descanso injusto ou da expectativa inoperante. Para nós, meu filho, viver significa aprender sempre, servir sem cessar e adiantar-se no rumo da frente, cada dia. 6 Nesse sentido, é aconselhável proceder nos métodos que adotamos: dilatar a visão espiritual para conhecermos quão extenso pode ser o nosso raio de ação, desde que estejamos abraçados à chama dos nossos deveres. Esteja certo de que, em tais horizontes, o trabalho jamais sofre limitações. Aqui ou além, com essa ou aquela ferramenta, o coração de aprendiz que se uniu ao Mestre e Senhor não encontra obstáculos insuperáveis. Agir para o bem. Atender com boa vontade. Cultivar incessantemente o bom-ânimo. Com essa fórmula, não há derrota.

7 No setor de suas atribuições, dentro dos quadros do serviço público, o movimento prossegue sem alterações. Expectação de muitos ante o vandalismo imperante. Há invasão pacífica e hostilidade cordial em todos os setores. Você sabe, porém, que em todas as praças de luta há lugar para a argumentação sadia. Continue sereno e firme no seu posto e aguardemos. Acima de tudo, no entanto, além de todas as cogitações de ordem propriamente humana, nas esferas oficiais de sua missão, coloque a visão panorâmica de suas grandes possibilidades de ajudar, orientar, instruir e fazer. Não há portas cerradas ao servidor leal do progresso e do bem. Conserve, intangíveis, a sua fé, a sua calma e a sua esperança.

8 O tempo é o grande selecionador, o grande amigo e o grande juiz. Segue marchando com a velocidade de 24 horas por dia, mas nem por isso deixa de materializar muito cedo tudo aquilo que a realidade lhe confia, minuto a minuto. Defenda-se sustentando a própria serenidade. Confiança e otimismo significam equilíbrio na saúde do corpo e da alma. E se não há ninguém na Terra com possibilidades de transmitir os dons da alegria e da fé viva, senão nós para nós mesmos quando em contato com a Sabedoria Divina, também não existe ninguém com o poder de envenenar-nos a vida, desde que estejamos de alma ligada às fontes vitais do Senhor.

9 Expanda o seu coração nas tarefas edificantes de sempre. Imagine, sonhe, constitua no espírito quanto deseje você edificar na paisagem externa em que o nosso esforço se manifesta e observará que os dias coagularão os seus pensamentos. Não tema, creia somente, ( † ) disse o Amigo celestial em suas lições inolvidáveis. Repetimos a você que não devemos temer e sim crer profundamente nas forças que se exprimem por nosso intermédio. Forças abençoadas do Alto que procuram as linhas horizontais do mundo para revelarem a glória da vida superior.

10 Não nos faltará trabalho e nem amizade, como jamais nos falharão a providência e o apoio do Senhor. Quem segue na vida com o Evangelho sente a grandeza do campo a que fomos chamados a lavrar. O nosso contentamento não reside nas reservas da retaguarda, mas sim no cântico do arado a seguir, feliz e triunfante, na direção da frente. Que o Cristo nos abençoe as disposições de prosseguir avante com o mesmo entusiasmo de bem agir, de bem arquitetar e de bem-fazer.

11 Pelos nossos do Rio continuo velando tanto quanto mo permitem. Você sabe que não é fácil auxiliar àqueles que não nos confiam a mente ou o coração, entretanto, sei hoje que a viagem humana é rápida por aí e espero fazer mais tarde, a benefício de todos, tudo quanto, de momento, não me é possível fazer. Creia que estou muito contente com as suas atitudes. Excelente a sua riqueza psíquica, entesourada pelos labores da Boa Nova cada dia. Continue atencioso para com Jesus e para com você mesmo no propósito de preservar-se e verá quão sublime ser-nos-á a vitória.

12 A sua receita na base de Kalmia prevalece por mais alguns dias — uma semana —, e pedindo a Deus nos permita vê-los todos contentes, fortalecidos e bem dispostos, e reunindo-os nos meus braços com o carinho e o afeto de sempre sou o papai e vovô muito reconhecido de todos os dias,


A. .Joviano


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir