Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Colheita do bem — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


77


É necessário depor a confiança em poderes maiores

07/03/1951


1 Meus caros filhos, Deus abençoe a vocês todos, concedendo-lhes muita saúde, paz e alegria, votos esses que estendo muito particularmente aos nossos queridos amigos General Aurélio e irmã Júlia, que seguem conosco na doce viagem familiar.

2 Meu caro Rômulo, venho comungando de suas ideias, de suas meditações e de suas ilações nos últimos dias. Geralmente, quando você procura a paisagem calma para ajudar a prece, vejo-me de imediato atraído para as suas cogitações, que se fazem também minhas. Esperemos que a vontade do Senhor predomine em nossas esperanças e realizações. Compreendo os conflitos interiores que, às vezes, vulcanizam sem ruído o seu pensamento e justifico-lhe as preocupações à frente da missão que você esposou com fidelidade e devotamento. 3 A hora de grandes incertezas na cabeça é igualmente aquela que instala a perturbação dos braços, que precisam tranquilidade na orientação para desenvolverem convenientemente o programa divino que lhes cabe. Aqui me refiro à administração de serviço habitual. Entretanto, você sabe que é necessário depor a confiança em poderes maiores. Isso não nos exonera da obrigação de agir e providenciar, mas é fator de serenidade para os nossos corações empenhados na luta do bem.

4 Chegam momentos de nossa missão, seja onde for, em que somos constrangidos a escalar a torre de vigilância e, daí, estudar os caminhos em que marchamos. Suba à sua torre e observe. É indispensável, porque, às vezes, a passagem da ventania deixa nuvens e sombras infecciosas na estrada. Sinto-me satisfeito de qualquer modo, mas não posso furtar-me à obrigação de recomendar a você muita calma no leme da sua e nossa embarcação. Haja o que houver, estou sempre confiado no melhor, e conte com o seu pai e amigo de sempre. 5 Nas grandes renovações governamentais em países qual o nosso, as situações, às vezes, provocam medidas precipitadas ou revelam deficiências de visão, ante as quais precisamos imunizar o espírito em favor de nossa segurança e tranquilidade. Quanto ao mais, peço a você compreender na experiência da carne uma grande romagem para Cima quando os nossos espíritos permanecem realmente acordados. A princípio, muitos avançam conosco, subida afora, cantando e orando, entre a beleza da noite e a sublimidade do dia, mas raros chegam aos cumes.

6 Aqui, alguém se desvencilha de nós por saudades intensas do vale, outro se acredita incapaz na obra da ascensão que lhe é própria. Além, há companheiros que descansam, temendo o suor da marcha, enquanto outros se afastam receando os sacrifícios. O coração intrépido, contudo, segue para diante, invulnerável. Hoje chora, amanhã se dilacera e depois se desengana, mas avança destemeroso, de espírito colocado nos olhos que buscam a inspiração do Céu, e nas mãos que lhe traduzem a grandeza de sentimentos. Nessa peregrinação simbólica, os dias se sucedem com o acervo dos problemas singularmente aumentados. Uma palavra de compaixão para o que se abateu, um gesto de auxílio para o que enfermou na vanguarda e um bom pensamento para o infeliz que desistiu de caminhar!…

7 Não sofra quando a luta se faça mais intensa. Para o ministro do bem, o mal organiza tentações mais dilatadas e mais complexas. Ajude sempre sem descrer da vitória final. Lembre-se de que aí todos passamos e em se recordando da romagem para o Alto não se esqueça de que o maior Trabalhador de todos os tempos atingiu sozinho a eminência de um monte e se dois companheiros o seguiram na luta áspera esses não lhe integravam o séquito familiar.

8 Isso, porém, não impediu que ele, sozinho, empreendesse a regeneração do mundo que se perdia. Se Jesus houvesse acreditado em desânimo e fracasso, o progresso humano não chegaria a evidenciar-se nos últimos vinte séculos. Personalismo com a vontade de Deus, laborando ativamente no bem comum, é serviço coletivo por representar trabalho à humanidade, com a humanidade e por ela mesma, que algo espera dos filhos mais eminentemente aquinhoados pela grande compreensão.

9 Quanto seja possível, guarde essa imagem da peregrinação para cima. Ela ser-lhe-á útil em muitas circunstâncias difíceis de seu esforço no ajuste de muitos espíritos heterogêneos que nos acompanham por muitos e muitos anos. Você nunca se arrependerá de ajudar, avançar sem ressentimento e sofrer em silêncio pelo triunfo legítimo do bem de todos.

10 Espero que o Roberto esteja satisfeito e confiado no grande porvir. De minha parte, farei por ele quanto estiver ao alcance das minhas possibilidades de avô e amigo, ainda em luta de aperfeiçoamento e melhoria dentro de si próprio.

11 Jesus conceda a vocês muita alegria e bom-ânimo. Será de muita satisfação para mim colaborar por seu intermédio em benefício da saúde de nossa querida Maria, com passes magnéticos, até que ela se veja realmente melhor.

12 Sigamos com o Cristo, e no meu carinhoso abraço de sempre consagrado a você e a todos os nossos sou o papai muito reconhecido de todos os momentos,


A. .Joviano


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir