Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Colheita do bem — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


54


A existência no corpo é verdadeiro privilégio

09/08/1950


1 Meus caros filhos, Deus abençoe a vocês, concedendo-lhes muita saúde, paz e alegria, na caminhada redentora.

Muito felizes registramos as melhoras do Rômulo, esperando em nosso divino Médico prossigam acentuadas e firmes para que na sua posição de trabalhador do bem continue a postos na sementeira da luz e da renovação.

2 Creiam vocês que muitas vezes as nossas preocupações podem parecer descabidas ou inoportunas, mas não é assim. Reparamos a luta por outros flancos e relacionamos as dificuldades através de outros ângulos. E alcançando mais longe, nas linhas da experiência individual, identificamos a tempestade à maneira do viajor avançado em grandes travessias, como as do deserto, por exemplo. E tememos por vocês quando a ventania ruge ainda longe, de vez que a oportunidade da existência no corpo é verdadeiro privilégio para a mente que despertou ao sol do Cristo. Quando a inteligência e o coração ainda dormem, ociosos, a partida não faz diferença grande, todavia, se o Espírito acordou para a verdade, aceitando-lhe a sementeira gloriosa, preciosos se lhe fazem a vida e o tempo e, de nosso lado, tudo fazemos por preservar-lhes a demora na crosta do mundo.

3 Com sincera satisfação, observamos as melhoras havidas e contamos com o prosseguimento do cuidado e da serenidade imprescindíveis à melhor harmonia mental. O nosso clínico vai indicar alguns medicamentos e agradeço a Jesus o auxílio que em seu nome nos foi prestado. Graças a Deus!

4 Vocês se referem a particularidades importantes nos serviços de passes e comentam semelhantes atividades com justas razões. No parecer de vários orientadores do Plano superior, as sessões públicas de segundas-feiras e sextas, em Pedro Leopoldo, equivalem a trabalho assistencial de um grande pré-hospício. 5 Vocês aí reconhecem os loucos somente quando já atravessaram a faixa sutil do equilíbrio próprio, mas ignoram a extensa, a esmagadora classe dos doentes imanifestos, dos retardados espirituais, dos desajustados de todos os matizes, dos obsedados em luta de resistência, dos alienados, sem declaração de desequilíbrio, dos neurastênicos disfarçados, das psicoses ocultas, das paixões escondidas, das aflições sopitadas, dos dramas obscuros e anônimos que se nos afiguram, portas quase abertas às grandes calamidades sociais, a desvarios absolutos ou à descoberta de enfermidades mil, com diagnose indevassável por pertencerem claramente aos domínios da alma. 6 O serviço é grande e tende a crescer cada vez mais e todos os núcleos de Espiritismo deveriam possuir semelhante célula de aplicação viva do socorro cristão às inquietudes e desilusões, problemas e desarmonias do viajor da Terra. Bastaria um pouco de boa vontade misturada ao valor de uma fé positiva e muito serviço restaurador poderia ser levado a efeito a benefício de milhões. A palavra “milhões” não se filia ao exagero, porque as complicações e golpes do caminho humano, formando tenebrosos aspectos na paisagem social em todos os climas do planeta, são de atordoar os Espíritos mais ponderados e previdentes! 7 O passe com o esclarecimento fraternal da Boa Nova é remédio ativo e salvador em todas as situações e nesses serviços que hoje parecem reduzidos ou pequenos assinalamos preciosa sementeira de importância decisiva na psicoterapia do futuro.

8 Em nosso agrupamento, o assunto vai assumindo características novas com o alargamento do trabalho. Somos de parecer que não deve haver extensão da atividade magnética além da meia noite. Possuímos razões ponderáveis para isso, porque a modificação planetária diminui, desse momento em diante, a nossa capacidade de colaborar com vocês e para a garantia do trabalho eficiente somos de opinião que qualquer intensidade desse esforço, em massa, deve ser evitada além dessa hora. 9 Não é naturalmente uma regra absoluta, mas uma lembrança concorde com as nossas possibilidades do “lado de cá”. Os raios solares não nos permitem uma condensação tão forte de poder fluídico, deste lado, a ponto de podermos auxiliar a vocês, de maneira absoluta, em qualquer circunstância mais grave que nos obrigue a certas defesas, motivo pelo qual consideramos acertada a regulamentação de término das atividades magnéticas de cada reunião. 10 Não podemos olvidar que somos dínamos vivos e conscientes submetidos a leis que vigoram para os dois Planos. Até o zênite a força solar em cada hemisfério aumenta progressivamente, e até o nadir a energia espiritual gradualmente cresce em nossa Esfera de ação. 11 Nesse apontamento, creio haver demonstrado a vocês o imperativo novo que a amplitude dos trabalhos exige. Creiam, contudo, que o esforço de vocês e a tarefa que estão desenvolvendo correspondem ao que imaginei e sonhei. Para a minha felicidade, tenho visto bênçãos tamanhas por intermédio das mãos e da palavra de vocês, que me resta a alegria de continuar rogando a Jesus lhes multipliquemos dons de servir para criarmos felicidade e paz em todos os caminhos que formos trilhando.

12 Penso seja interessante para vocês a pequena observação do nosso meio para auxílio do nosso Plano aos serviços magnéticos de cura, socorro e ajustamento:

— de 0 hora às 6 horas — menos,

— de 6 às 12 horas — muitíssimo menos,

— de 12 às 18 horas — mais,

— de 18 às 24 horas — muitíssimo mais.

13 Semelhante tabela se refere ao esforço nosso de cooperação, porque quando se reúnem, com horário e assiduidade para obras sublimes dessa natureza, fazemos verdadeira aparelhagem assistencial para as famílias do serviço. Isso, porém, não quer dizer que o passe deva ser evitado em determinadas ocasiões. Essa operação é sempre benéfica e valiosa, em qualquer tempo e lugar. Referimo-nos apenas ao serviço compacto dessa espécie, ao qual nos consagramos a benefício do nosso enriquecimento espiritual e da nossa alegria. O serviço caminha e assim as explicações e experiências vão caminhando conosco para frente. Jesus nos conserve o bom-ânimo de ajudar e servir, incessantemente.

14 Despeço-me por hoje, com um abraço muito amigo. Rogando as bênçãos do Alto a favor de nós todos, para que continuemos em nosso bom combate, alegres e tranquilos nas tarefas que o Senhor nos confiou, em favor de nossa vitória, hoje e no porvir, sou o papai muito afetuoso e reconhecido de sempre,


A. .Joviano


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir