Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Bênção de paz — Emmanuel


38

Criação verbal

“Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não…” — JESUS (Mateus, 5.37)


1 Toda frase, no mundo da alma, é semelhante a engenho de projeção suscitando imagens na câmara oculta do pensamento.

2 Temos, assim, frases e frases:

  duras como aço;

  violentas como fogo;

  suaves como brisa;

  reconfortantes como sol;

  mordentes quais lâminas;

  providenciais como bálsamos.

3 À vista disso, todos nós carregamos, no estoque verbalístico, palavras e palavras:

  palavras — bênçãos;

  palavras — armadilhas;

  palavras — charcos;

  palavras — luzes;

  palavras — esperanças;

  palavras — alegrias;

  palavras — promessas;

  palavras — realizações;

  palavras — trevas;

  palavras — consolos;

  palavras — aflições;

  palavras — problemas.

4 Sabendo nós que o Criador, ao criar a criatura, criou nessa mesma criatura o poder de criar, é forçoso reconhecer que toda frase cria imagens e toda imagem pode criar alguma coisa.

5 Saibamos, assim, compor as nossas frases com as nossas melhores palavras, nascidas de nossos melhores sentimentos, porque toda peça verbal rende luz ou sombra, felicidade ou sofrimento, bem ou mal para aquele que lhe faz o lançamento na Criação.


Emmanuel



[Reformador, dezembro de 1967, p. 266]


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir