Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Bastão de arrimo — Mensagens familiares de William Machado de Figueiredo


Prefácio

Através dos séculos

   1 Inda chora o Senhor nas horas mudas

  Na cruz de vinte séculos ingratos,

  Contemplando a progênie de Pilatos

  E a descendência exótica de Judas.


   2 Examina os Herodes insensatos,

  Os novos Barrabás de mãos sanhudas

  E as multidões misérrimas, desnudas

  Que lhe cospem no ensino a pugilatos.


   3 Chora Jesus! Amargamente chora,

  E clama à sede imensa que o devora,

  Buscando gerações, enchendo espaços!


   4 Em toda a Terra, há lívidos incêndios…

  E entre as humilhações e os vilipêndios,

  Contempla o mundo que lhe foge aos braços.


.Augusto dos Anjos



NOTA — Como prefácio deste livro apresentamos aqui um soneto mediúnico, ainda inédito, do eminente poeta paraibano Augusto dos Anjos, desencarnado em Leopoldina-MG., no ano de 1914. Relatou-nos o médium Chico Xavier que na noite do dia 30.03.1945 em Pedro Leopoldo, quando a 2ª Grande Guerra chegava ao fim, apresentaram-se à sua visão espiritual o Espírito do nosso William Machado Figueiredo acompanhado do poeta Augusto dos Anjos, que na oportunidade lhe ditou o soneto “Através dos séculos”, aqui transcrito. Aproveitamos a oportunidade para manifestarmos aqui a nossa homenagem pelo transcurso do centenário de nascimento de Augusto dos Anjos (1884/1984). [Obs. Este soneto consta do livro Ação, vida e luz.]


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir