Bible of the WayBíblia do Caminho  † Xavierian TestamentTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

A volta — Familiares diversos

 

9

 

Mensagem de Carlos Eduardo Frankenfeld de Mendonça

1 Querido papai Aurílio e querida mãezinha Edda, a bênção de Jesus esteja conosco.

2 Vamos fazer uma conta ligeira: 22 de novembro de 1980 a 24 de julho de 1992. Quantos anos já se passaram… Fiz o confronto do tempo, rogando-lhes colocar o metro da saudade nesse espaço de tempo e depois saberão quantos dias de ausência pesam sobre o meu coração de filho que os coloca na minha galeria de inesquecíveis.

3 Aqui estou com o avô João Antônio Frankenfeld e agradeço-lhes os pensamentos de amor e carinho com que me reconfortam.

4 Continuo trabalhando, quanto possível, com a mãezinha Edda, em nossos estudos de homeopatia, acompanhada das aplicações do magnetismo curativo e, na Vida Espiritual, prossigo cooperando no Lar dos Lauff, conforme a denominação daquela alma querida que chamo por minha abençoada Vovó Lauff.

5 Os serviços criados por ela são extensos e belos. Maria Lauff tornou-se uma legenda, porque quase a cada dia batem-nos à porta novos sofredores que chegam do mundo físico, suplicando orientação e melhoras, amparo e medicação. 6 Não sei explicar o tamanho da obra que vai crescendo, crescendo… Não somos muitos os tarefeiros da colaboração, entretanto, a boa vontade com a fé são dois prodígios, criando paz e reconforto.

7 Meu tio igualmente já veio compartilhar conosco das atividades habituais. 8 É um fenômeno estranho. Entramos em serviço crendo-nos fracos, tal qual verdadeiramente somos, no entanto, a bênção de Jesus sobre nós reformula-nos as forças e vamos procurando servir, tanto quanto se faz necessário.

9 Se nos fosse possível recrutaríamos para as tarefas em andamento muitos amigos e conhecidos que já sei no Plano Espiritual, mas encontram-se ainda incapazes de se desapegarem das situações físicas em que viviam e basta sentir por dentro de si as nuvens dos sentimentos de posse, com as dificuldades de ordem espiritual que lhe são consequentes, para serem recusados pelas autoridades superiores daqui que exigem absoluto desprendimento dos cooperadores.

10 Creio que os nossos irmãos ainda encarnados ou mais propriamente engaiolados na matéria densa não conseguem apreender todo o gênero de lutas que precisam enfrentar a fim de aliviar os sofredores impacientes que não se resignam com as provações que os esperam. Isso, porém, não nos deve desanimar.

11 Se quisermos escalar os degraus da evolução maior, é indispensável saibamos usara fé e a paciência, de modo a encontrar os meios possíveis de alcançar o íntimo dessas criaturas irmãs, carregadas de pesos que teimam em não alijar de si próprias.

12 Nesse sentido, mãezinha Edda, é que vemos tantas pessoas na Terra incapazes de encarar, com seriedade, os elementos medicamentosos que se lhes administram.

13 Peçamos a Jesus nos fortaleça a coragem e prossigamos fazendo o melhor ao nosso alcance.

14 Tenho encontrado irmãos, homens e mulheres, que passaram por nossa colaboração, tardiamente arrependidos da indiferença com que receberam as nossas indicações que as teriam auxiliado a viver no corpo terrestre, um tanto mais. Entretanto, é imprescindível seguir adiante, amparando a todos os necessitados que nos procuram, porquanto aí na vida física ou na Vida Espiritual, encontram a necessidade dos mesmos recursos que lhes eram doados na Terra.

15 Prossigo cooperando igualmente na sustentação das energias do papai Aurílio que, graças a Deus, observo mais forte e, como sempre decidido a estender o auxílio preciso aos nossos irmãos necessitados.

16 As obras inspiradas ao nosso amigo Magalhães continuam sob o apoio e concurso de legiões de entidades benevolentes e operosas.

17 Jesus o fortaleça e ajude a caminhar contornando tropeços e vencendo empecilhos para a consecução dos seus ideais.

18 Em nosso “Regeneração”, considerado aqui por Templo de Paz e Amor, igualmente prosseguimos colaborando para que todos os problemas e necessidades encontrem solução.

19 E, junto à nossa querida família, não nos descuidamos. A vovó Maria Moraes está muito bem amparada por amigos que operam no Regeneração e por antepassados nossos, notadamente da família Moraes. E entrelaçando as mãos conseguimos realizar as nossas tarefas com a serenidade precisa.

20 Agradeço aos queridos pais e aos queridos familiares que me auxiliam com as lembranças e orações de esperança e amor.

21 Auxiliaremos a mãezinha no reequilíbrio das funções orgânicas.

22 Rogo aos pais queridos transformarmos as nossas saudades recíprocas em Trabalho bendito, que é o nosso quinhão de esforço na Seara de Jesus.

23 Às irmãzinhas Scheilla, Lívia e Liliane, as minhas lembranças do coração agradecido.

24 E renovando meu reconhecimento aos pais queridos e saudando em Jesus as nossas irmãs Leda e Rosina, entregando aos queridos pais o meu coração reconhecido, sou o companheiro e filho que os ama cada vez mais.

25 Muito carinho e gratidão do

.Carlos Eduardo

 

(Mensagem recebida pelo médium Francisco Cândido Xavier, em 24/7/1992, em Uberaba, MG.)

 


 

ESCLARECIMENTOS

 

Carlos Eduardo Frankenfeld de Mendonça

Nascimento: 18/9/1965, em Volta Redonda (RJ)

Desencarnação: 22/11/1980, em Niterói (RJ)

Suas cartas mediúnicas anteriores, pelo médium Francisco Cândido Xavier, foram publicadas nos livros “Adeus, solidão” (GEEM) e “Porto de alegria” (IDE).

 

Pais:

Dr. Aurílio Morais de Mendonça, engenheiro, e Dra. Edda Frankenfeld de Mendonça, médica homeopata, residentes no Rio de Janeiro, RJ, à Rua Alexandre de Gusmão, 28, apart. 701, Tijuca. CEP. 20520-120.

 

“Regeneração” — Grupo Espírita Regeneração, tradicional instituição do Rio de Janeiro, fundada pelo Dr. Bezerra de Menezes em 1891.

 


Essa mensagem foi publicada também em 15-06-1993 pela editora IDEAL e é a 3.ª da 4.ª lição do livro: “Renascimento espiritual”.

 

Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

 

.

D
W