Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Augusto vive — Augusto Cezar Netto


6

Casamento

1 Irmã, você com as suas pensadas, talvez esteja imaginando que vou mandar o malho em sua carta. Bobagem. Quem sou eu pra botar banca de moralista? Estou mambembando nas garatujas, mas é preciso responder na morisquetan

2 Você quer dicas deste pobre rapaz que vive de olho em si mesmo, pra não fajutar qualquer papo. Dicas sobre casamento. Mas, o seu argumentórioestá na rosca.

3 Diz você que casamento já era, que qualquer pessoa pode juntar os trapos com os trapos de outra, tantas vezes quantas quiser, sem a história de conversa e cartório. Acontece que não posso jogar no seu time. Não preciso descer a lenha em suas tiradas, porque a vida é que vai descer os braços em suas milongas.

4 A gente entende os amigos atormentados do mundo quando se unem no trato a dois, buscando força um no outro pra enfrentarem os galhos do mundo, sem paqueras e sem paqueróides, de lado a lado.

5 O caso em estudo é diferente. Você vai transando com esse negócio de roupas juntas com qualquer um e a qualquer hora, no entanto, isso será assim apenas até que apareçam as trambitadas de algum tralha que façam você reconhecer que isso é trambique. Esses rififis, em que você declara caminhar, mandam qualquer corpo pra lateral.

6 É isso aí. Se vocês, a cupinchada do mundo, colocarem o casamento em onda quadrada, será um tal de pegar pra marital que os randevas serão café-pequeno, diante das cavernas em que milhões de criaturas vão se embananar pra muitas caras.

7 Olhe. Você está no dente-de-leite da paixão procurando cativar os garotões de cuca quente. Busque maneirar seus modos pra não esbarrar com o pessoal de Dona Maria e pra não cair no encanto da erva mágica.

8 Largue essa ideia de juntar os trapos com os trapos de outra pessoa e espere o seu considerado pra negócio legal.

9 Casamento será sempre. As leis podem renovar os processos e condições de segurança nessa paróquia, mas ninguém liquidará o argolamento das pessoas, porque se isso acabar, prepare-se toda a nossa gente pra abotoar o pijama de madeira nas doenças do mundo, sem veterinários que possam guentar as pontas da bicharia.

10 De tudo o que você me disse, é o que posso falar. E falei.


Augusto Cezar



[1] Obs.: Para melhor compreensão de algumas expressões utilizadas pelo autor espiritual vide Glossário de gírias.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir