Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Abrigo — Emmanuel


14

Esferas

1 Ninguém precisa ausentar-se da Terra para entrar em relações com Esferas diferentes.

2 A diversidade de nossas moradias começa neste mundo mesmo.

3 Cada mente vive na onda dos desejos que lhe são próprios.

4 Cada coração palpita nos sentimentos que esposa.


5 Residimos no lugar em que situamos a própria alma.

6 Há quem se detenha fisicamente num palácio, sentindo-se no purgatório do desespero, e existe quem se demore num casebre guardando as alegrias de um paraíso interior.

7 Há quem penetre no inferno da angústia, usando a chave da fortuna, e há quem alcance o Céu, manobrando uma enxada.


8 Cada Espírito permanece na posição que lhe agrada.

9 Por isso mesmo Jesus, em nos socorrendo na Terra, buscou ampliar-nos a visão e aperfeiçoar-nos o espírito para que se nos engrandeça a esfera individual e coletiva de ideal e realização, de trabalho e de luta.

10 Cada dia com o Evangelho no coração e nas palavras, nas atitudes e nas mãos é mais um passo para as eminências da vida.


11 De modo a elevar-se de condição, ninguém reclame contra o cativeiro das circunstâncias.

12 Se os sentimentos frágeis e enfermiços são produtos do ambiente em que respiram, os sentimentos nobres e robustos são organizadores do ambiente em que atuam, na sustentação de si mesmos e a benefício dos outros.


13 Jesus, até hoje, convida-nos, através da Boa Nova, a construir a Esfera mais elevada em que nos cabe marchar para Deus.

14 Se nos propomos a atingir as Moradas do Amor e da Sabedoria, na Luz Imperecível, aprendamos a renunciar a nós mesmos, avançando, corajosamente, sob a cruz dos deveres de cada dia, a fim de encontrarmos o Cristo em nossa desejada renovação.


Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir