Bible of the WayBíblia do Caminho  † Kardequian TestamentTestamento Kardequiano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Revista espírita — Ano XII — Agosto de 1869 ©

(Édition Française)

 

POESIAS ESPÍRITAS

 

A alma e a gota d’água

 

(Médium: Sr. J.)

 

Pequena gota d’água em nuvens tens passagem,

Sabes qual será teu destino?

Sobre qual leito de folhagem

Virá te oferecer o beijo matutino?

Da planície em que o solo quente,

Qual torrente espumosa ao flanco da colina,

Qual oceano ou fonte algente

Espera, gota d’água,o teu beijo em surdina?

Poderás irisar a sebe colorida?

Na lama iras deixar o teu cântico olor,

Ou dormir, amante querida,

No cálice a rir de uma flor?

 


 

Ah! que te deu da vida o acaso em que sorrias,

Seus bens ou dor em que te forres?

Num certo plano de harmonias,

Escrava nasces e assim morres…

Mas a alma, mistério sublime,

Raio vindo do céu para a imortalidade,

A alma se eleva ou se deprime

Ante o sopro da liberdade.

 

(Espírito batedor de Carcassonne) W

 

Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.