Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

Revista espírita — Ano IX — Abril de 1866.

(Édition Française)

PENSAMENTOS ESPÍRITAS


Poesia do Sr. Eugène Nus.

As estrofes seguintes são tiradas da obra Os Dogmas Novosn do Sr. Eugène Nus. Embora não seja uma obra mediúnica, certamente nos irão agradecer a sua reprodução por causa dos pensamentos aí expressos de modo tão gracioso. Sob o título de Os Grandes Mistériosn o mesmo autor publicou ultimamente uma outra obra notável, a que nos reportaremos e na qual se acham todos os princípios fundamentais da Doutrina Espírita, como solução racional. n


        Ó amados mortos, que esta terra

        Vos vê, conosco misturados,

        Mostrai-nos que mistério encerra:

        Aonde viveis, mortos amados?


Globos que brilhais a povoar o espaço,

Irmãs desta terra, estrelas dos céus,

Qual de vós me dá no além um regaço,

Destino de sombra ou de glória véus?

E qual de vós tem recebido as almas

Daqueles que amava e os tenho perdido?

De vós branco raio e de luzes calmas,

Sobre o meu ser a sonhar tem descido?


Ligados, então, à sorte da terra

Quer pelo destino ou seu bem-estar,

São eles levados ao que ela encerra

De justo no instante de retornar?

Ou mais perto ainda, Almas invisíveis,

Que estando entre nós buscais nos servir,

Concórdia pregando aos seres sensíveis,

Chorando por quem é surdo em ouvir?


Mistério profundo o da alma infinita!

Já faz quanto tempo eu te busco em vão.

De pálida fronte a vida me agita

Sem poder achar de Deus a razão.


Ó mortos queridos, onde estejais!

Vinde vós a mim perto ou longe até;

Vossa oculta voz já cedi demais;

E vosso calor aqueceu-me a fé.


        Ó amados mortos, que esta terra

        Vos vê, conosco misturados,

        Mostrai-nos que mistério encerra:

        Aonde viveis, mortos amados?



[1] [Les dogmes nouveaux - Google Books.]


[2] [Les grands mystères: vie universelle – vie individuelle – vie sociale – Google Books.]


[3] [Choses de l’autre monde - Google Books.]


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir