Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

Revista espírita — Ano VII — Outubro de 1864.

(Édition Française)

Tiptologia rápida e inversa.

(Sumário)

1. — Dissemos que um dos grupos espíritas de Antuérpia possui um médium tiptólogo dotado de uma faculdade especial. Eis em que ela consiste.

A indicação das letras se faz por meio de batidas do pé da mesinha, mas com uma rapidez que quase alcança a da escrita e tal que os que as escrevem por vezes têm dificuldade de acompanhar; os golpes se sucedem como os do telégrafo elétrico em ação. Vimos fazer um ditado de vinte linhas em menos de quinze minutos. Mas, sobretudo, o que é singular é que o Espírito dita quase sempre ao avesso, começando pela última letra. Pelo mesmo processo o médium obtém respostas a perguntas mentais e em línguas que lhe são estranhas. O médium também é psicógrafo e, neste caso, escreve igualmente pelo avesso com a mesma facilidade. A primeira vez que se produziu o fenômeno, os assistentes, não encontrando sentido nas letras recolhidas, pensaram numa mistificação; só depois de atenta observação é que descobriram o sistema empregado pelo Espírito. Talvez não passe de uma fantasia deste último; mas, como todas as suas comunicações são muito sérias, deve-se concluir que, no caso, há uma intenção séria.

Independentemente da rapidez com a qual os golpes se sucedem, a maneira de proceder ainda torna muito mais breve a operação. Servem-se de uma mesinha de três pés; o alfabeto é dividido em três séries: a 1ª, do a ao h; a 2ª do i ao p; a 3ª do q ao z. Cada pé da mesinha corresponde a uma série de letras e bate o número de golpes necessários para designar a letra desejada, começando pela primeira da série. Por exemplo: para indicar o t, em vez de 20 batidas o pé encarregado da 3ª série apenas bate 4. Três pessoas se posicionam junto à mesinha, uma para cada pé, enunciando a letra indicada em sua série, que, para ela, é um pequeno alfabeto, sem que tenha de se preocupar com as outras. Várias pessoas inscrevem as letras à medida que são indicadas, a fim de poder controlar, em caso de erro. O hábito de ler pelo avesso muitas vezes lhes permite adivinhar o fim de uma palavra ou de uma frase começada, como se faz no processo ordinário; o Espírito confirma, se for o caso, e passa adiante.

Esta divisão das letras, aliada à cooperação de três pessoas que não se podem entender, à rapidez do movimento e à indicação das letras em sentido inverso, torna a fraude materialmente impossível, bem como a reprodução do pensamento individual. A palavra reproduction (reprodução), por exemplo, será, então, escrita desta maneira: noitcudorper, e terá sido soletrada por três pessoas diferentes em alguns segundos, a saber: noi pela 2ª, t pela 3ª; c pela 1ª; u pela 3ª; d pela 1ª; o pela 2ª; r pela 3ª; p pela 2ª; e pela 1ª; r pela 3ª.

De todos os aparelhos imaginados para constatar a independência do pensamento do médium, nenhum supera este processo. É verdade que, para isto, é necessária a influência de um médium especial, porque as duas pessoas que o assistem não são responsáveis pela rapidez do movimento.

Este processo, em última análise, só tem utilidade real para a convicção de certas pessoas, e como constatação de um fenômeno mediúnico notável, porquanto nada pode suprir a facilidade das comunicações escritas.


[Revista de dezembro de 1864.]

VARIEDADES.

2 COMUNICAÇÃO PELO AVESSO.


(Antuérpia,  †  1° de novembro de 1864.)

(Fim.) — .larutan iel ad medro an racoloc o arap larutanerbos e ocitsátnaf retárac odot omsitiripsE oa siarit euq rop sie ;oãçiefrep a :ovitejbo omsem o somiugesrep ,sotruo són e setneviv sóv euq etnemlanif ,ziuj onarebos oa satnoc somed áj euq ed oãssim amu raunitnoc ed sueD rop sodagerracne e ,oproc odamahc ,ertserret orculóvni ossov on sodanoisirpa ,é otsi, sodanracne sotirípsE, sóV .sotirípsE sodot somos ,euq selpmis otium oãsulcnoc à es-agehc, amla ad edadilatromi ad odatatsnoc otaf olep ,aro ;anirtuod atse racrec ed matsog euq ed oirbmos sezev rop e osohlivaram oigítserp o riurtsed a oinícoicar selpmis olep es-agehc ,ortuo o mes mu ratiejer uo ritimda airedop es oãn euq ,soipícnirp siod sessed odnitraP .amla ad edadilatromi a e sueD mu ed aicnêtsixe a :sedadrev sednarg saud anisne sov omsitiripsE O (Começo.)


(Fim.) .edadirac ed ota mu ed adahnapmoca ecerp aob amu (mortos) arief-atxes arap e ,otium sieugitaf sov oãn :oãçadnemocer amitlú ,ritrap ed setnA (Começo.)

.everb étA   


Demos acima um curioso exemplo da escrita tiptológica inversa, da qual falamos no número de outubro último. Notar-se-á que não são apenas as palavras que são ditadas pelo avesso, mas os parágrafos inteiros; de sorte que é preciso começar pela última letra de cada parágrafo. Deixamos aos nossos leitores o cuidado da tradução.


.

Abrir