Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

Revista espírita — Ano VII — Março de 1864.

(Édition Française)

NECROLÓGIO.


Sr. P.-F. Mathieu.

(Antigo farmacêutico-chefe do Exército, membro de várias sociedades científicas.)

Morto em 12 de fevereiro de 1864, o Sr. Mathieu era muito conhecido no mundo espírita parisiense, onde frequentava várias reuniões, nas quais tomava parte ativa. Tinha-se ocupado dos fenômenos espíritas desde a sua origem; conhecemo-lo quando fazíamos nossos primeiros trabalhos preliminares. A natureza de seu espírito o levava à dúvida e, muito tempo depois de ele mesmo ter experimentado, por meio da prancheta, recusava-se a reconhecer a ação dos Espíritos. Depois suas ideias se modificaram e, nos últimos tempos, já não se mostrava tão radicalmente contrário à reencarnação. O Sr. Mathieu só dificilmente admitia, e com o tempo, o que não estivesse em suas ideias. Mas não era um adversário sistemático e, embora não partilhasse inteiramente as doutrinas expostas em O Livro dos Espíritos, devemos render-lhe justiça, pois, em sua polêmica, jamais se afastou dos limites da mais perfeita conveniência. Sua doçura e a honorabilidade de seu caráter o fizeram estimar e lamentar por todos os que o conheceram. Morreu no momento em que dava a última mão a uma importante obra sobre os convulsionários, que os Srs. Didier & Cia acabam de editar. [Histoire des miraculés et des convulsionnaires de Saint-Médard: … — Google Books.]


Allan Kardec.



Paris. – Typ. de COSSON ET Ce, rue du Four-Saint-Germain,  †  43.


.

Abrir