Bible of the WayBíblia do Caminho  † Kardequian TestamentTestamento Kardequiano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Revista espírita — Ano II — Julho de 1859

(Édition Française)

 

Boletim

DA SOCIEDADE PARISIENSE DE ESTUDOS ESPÍRITAS

 

Daqui em diante publicaremos regularmente o relato das sessões da Sociedade. Esperávamos fazê-lo a partir deste número, mas a abundância de matérias nos obriga a adiá-lo para a próxima edição. Os sócios que não residem em Paris e os membros correspondentes poderão, assim, acompanhar os trabalhos da Sociedade. Hoje limitamo-nos a dizer que o Sr. Allan Kardec, a despeito da intenção expressa em seu discurso de encerramento — de renunciar à presidência,  n quando da renovação de sua diretoria — foi reeleito por unanimidade, à exceção de um voto contrário e uma abstenção.

Ele julgou deselegante sustentar essa decisão diante de um testemunho deveras lisonjeiro. Contudo, só o aceitou condicionalmente e sob reserva expressa de demitir-se de suas funções no momento em que a Sociedade estivesse em condições de oferecer a presidência a alguém, cujo nome e posição social fossem capazes de imprimir-lhe maior relevo. Seu desejo era poder consagrar todo o seu tempo aos trabalhos e aos estudos que vem desenvolvendo.

 


[1] N. do T.: Parece que esse momento jamais chegaria, pois Allan Kardec, mau grado seu, permaneceu à frente da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas até a sua desencarnação, em 1869.

 

Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

D
W