Bíblia do Caminho  † Antigo Testamento ©

Índice Página inicial Próximo Índice

Números (Vaiedabber)  Ee

Índice

(Capítulos)

(Nm 1 — 9) Recenseamento e libertação de Israel | Capítulo 1 | Conta dos Israelitas que eram capazes de pegar em armas | Capítulo 2 | Ordem que os Israelitas devem guardar nas suas marchas e nos seus acampamentos | Capítulo 3 | Escolhe Deus os levitas para o serviço do tabernáculo | Resenha dos desta tribo | Capítulo 4 | Resenha e empregos das famílias dos levitas | Capítulo 5 | Leis sobre os que devem ser deitados fora do campo; | sobre as restituições; | sobre a prova das mulheres suspeitas de adultério | Capítulo 6 | Sagração dos Nazarenos | Bênção que os sacerdotes devem dar ao povo | Capítulo 7 | Ofertas dos príncipes de Israel, depois da ereção do tabernáculo, e durante os dias da dedicação do altar | Capítulo 8 | De que modo se deve colocar o candeeiro de ouro | Sagração dos levitas | Capítulo 9 | Leis para a celebração da segunda Páscoa | Descrição da coluna de nuvem — (Nm 10 — 21) Jornada pelo deserto | Capítulo 10 | Trombetas para dar sinal | Desacampamento dos filhos de Israel | Moisés roga a Hobab, filho de Jetro, que fique com ele | Capítulo 11 | Murmuração dos Israelitas castigada por um fogo mandado por Deus | Estabelecimento dos setenta senadores | Manda Deus as codornizes | Capítulo 12 | Murmuração de Maria e de Arão contra Moisés | Elogio que Deus faz a Moisés | Maria ferida de lepra | Capítulo 13 | Chegada dos Israelitas a Faran | Manda Moisés explorar a terra de Canaã | Murmuração do povo; fidelidade de Caleb | Capítulo 14 | Discurso sedicioso dos Israelitas | Deus os condena a morrerem no deserto | Batalha contra os Cananeus e Amalecitas | Capítulo 15 | Leis sobre os sacrifícios | Primícias do pão devidas aos levitas | Expiação dos pecados de omissão | Violador dos sábados | Orlas nos vestidos | Capítulo 16 | Rebelião de Coré, Dathan e Abiron | Murmuração do povo | Arão, detendo o incêndio, que os consumia | Capítulo 17 | O sacerdócio confirmado a Arão pelo milagre de florescer a sua vara | Capítulo 18 | Funções dos sacerdotes e levitas | Primícias e dízimos para a sua subsistência | Capítulo 19 | Sacrifício da vaca vermelha | Água de expiação. Seu uso | Capítulo 20 | Morte de Maria, irmã de Moisés | Águas da contradição | Moisés repreendido pela sua desconfiança | Os Idumeus recusando dar passagem aos Israelitas | Morte de Arão. Sucede-lhe Eleazar | Capítulo 21 | Vitória dos Israelitas sobre os Cananeus | Nova murmuração | Serpente de metal | Guerra contra Sehon e contra Og — (Nm 22 — 36) A caminho da Terra Prometida | Capítulo 22 | Acampam-se os Israelitas nas planícies de Moab | Balac, rei dos Moabitas, envia mensageiros a Balaão, adivinho, cuja burra lhe fala duas vezes | Capítulo 23 | Balaão em vez de amaldiçoar os Israelitas, os abençoa por duas vezes distintas | Capítulo 24 | Terceira vez abençoa Balaão os Israelitas | Profecias de Balaão | Capítulo 25 | Pecam os Israelitas com as filhas dos Moabitas; zelo de Fineas | Deus lhe promete o sumo sacerdócio. | Capítulo 26 | Nova resenha dos filhos de Israel aptos para a guerra | Forma com que se repartirá a terra da promissão | Capítulo 27 | Lei tocante às heranças | Josué nomeado por Deus para suceder a Moisés | Capítulo 28 | Leis sobre os sacrifícios de cada dia, e sobre os das festas | Capítulo 29 | Sacrifícios na festa das trombetas, na da expiação e na dos tabernáculos | Capítulo 30 | Leis sobre os votos e promessas das mulheres | Capítulo 31 | Desfeita dos Madianitas | Repartição da preza | Capítulo 32 | Assina Moisés território às tribos de Gad, e de Ruben, e à meia de Manassés, da banda d’aquém do Jordão | Capítulo 33 | Mansões, ou estações dos Israelitas no deserto, desde que saíram do Egito até chegarem às planícies de Moab | Capítulo 34 | Limites da terra prometida | Nomes dos que a deviam repartir | Capítulo 35 | Assinam-se quarenta e oito cidades dos levitas, e entre elas seis de refúgio, para os que cometessem homicídio involuntário | Capítulo 36 | Lei tocante aos casamentos das fêmeas que ficarem herdeiras por falta de varões


.