Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Juízes    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 11

(Versículos e sumário)

11 Havia por este tempo um homem de Galaad, chamado Jefthe, mui alentado e guerreiro, que era filho de Galaad, e duma meretriz.

2 Galaad porém era casado, e teve filhos de sua mulher; os quais, depois que cresceram, lançaram fora a Jefthe, dizendo: Tu não podes ser herdeiro na casa de nosso pai, visto teres nascido doutra mãe.

3 Jefthe pois fugindo e retirando-se deles habitou no país de Tob; e alguns homens miseráveis, e que viviam de latrocínios, se agregaram a ele, e o seguiam como a seu capitão.

4 A este mesmo tempo pelejavam os filhos de Ammon contra Israel.

5 Como estes os apertassem fortemente foram os anciãos de Galaad a buscar Jefthe do país de Tob, para auxílio seu;

6 E lhe disseram: Vem, e sê o nosso príncipe para combateres contra os filhos de Ammon.

7 Ele lhes respondeu: Não sois vós aqueles que me aborrecestes, e que me lançastes fora da casa de meu pai, e agora viestes ter comigo constrangidos da necessidade?

8 E os príncipes de Galaad disseram a Jefthe: Pois por esta causa viemos nós agora buscar-te, para que venhas conosco, e pelejes contra os filhos de Ammon, e sejas o chefe de todos os que habitam em Galaad.

9 Jefthe lhes disse também: Se sinceramente viestes buscar-me para que peleje em defesa vossa contra os filhos de Ammon, e o Senhor mos entregar às mãos, serei eu o vosso príncipe?

10 Eles lhe responderam: O Senhor que nos ouve, seja o medianeiro e a testemunha de que cumpriremos as nossas promessas.

11 Foi pois Jefthe com os príncipes de Galaad, e todo o povo o elegeu por seu príncipe. E Jefthe fez todas as suas protestações na presença do Senhor em Masfa.

12 E enviou mensageiros ao rei dos filhos de Ammon, que lhe dissessem da sua parte: Que tens tu comigo, que vieste contra mim para destruíres a minha terra?

13 Ele lhes respondeu: É porque Israel vindo do Egito, me tomou a minha terra, desde os confins de Arnon até a Jaboc e até o Jordão; agora pois restitui-ma em boa paz.

14 Tornou Jefthe a enviar os mesmos, e lhes mandou que dissessem ao rei de Ammon:

15 eis aqui o que te manda dizer Jefthe: Israel não tomou a terra de Moab, nem a terra dos filhos de Ammon;

16 Mas quando saiu do Egito andou pelo deserto até o mar Vermelho, e chegou a Cades.

17 E enviou mensageiros ao rei de Edom, dizendo-lhe: Deixa-nos passar pela tua terra. E ele não lho quis consentir. Mandaram também ao rei de Moab, o qual lhes não quis dar passagem. Deteve-se pois em Cades,

18 E rodeou por um lado a terra de Edom, e a terra de Moab; e veio pelo lado oriental da terra de Moab, e se acampou da outra banda de Arnon; nem quis entrar nos termos de Moab; porque Arnon é a fronteira da terra de Moab.

19 Enviou pois Israel mensageiros a Seon, rei dos Amorreus, que habitava em Hesebon, e disseram-lhe: Deixa-nos passar pelas tuas terras até ao rio.

20 E desprezando ele também a petição de Israel, não o deixou passar pelos seus termos; mas antes tendo ajuntado uma infinita multidão, saiu a encontrar-se contra ele em Jasa, e fortemente lhe resistia.

21 Porém o Senhor o entregou nas mãos de Israel com todo o seu exército, que o desbaratou, e se fez senhor de todas as terras dos Amorreus, que habitavam naquela região,

22 E de todos os seus limites desde Arnon até Jaboc, e desde o deserto até o Jordão.

23 Assim o senhor Deus de Israel destruiu aos Amorreus, pelejando contra eles o seu povo de Israel; e agora pretendes tu possuir a sua terra?

24 Porventura não te é devido por direito tudo o que possui o teu deus Camos? Logo também a nós pertencerá o que o Senhor nosso Deus alcançou com as suas vitórias;

25 Senão é que tu sejas de melhor condição do que Balac filho de Sefor, rei de Moab; ou que possas mostrar que ele teve contendas com Israel e lhe fez guerra,

26 Enquanto este habitou em Hesebon e suas aldeias, em Aroer, e em seus lugarejos, ou em todas as cidades vizinhas ao Jordão, por espaço de trezentos anos. Porque razão em um tão largo tempo não fizestes vós diligência alguma por recobrardes isto?

27 Não sou eu logo o que te faço injúria a ti, mas tu és o que ma fazes a mim, declarando-me uma guerra injusta. O Senhor, que é árbitro, decida hoje isto entre Israel, e os filhos de Ammon.

28 Porém o rei dos filhos de Ammon não quis estar pelo que Jefthe lhe mandara dizer por seus mensageiros.

29 Entrou pois o espírito do Senhor em Jefthe, e dando volta por Galaad, e pelo país de Manassés, e por Masfa de Galaad, e passando dali até os filhos de Ammon,

30 Fez um voto ao Senhor, dizendo: Se tu me entregares nas mãos os filhos de Ammon,

31 A primeira pessoa, seja ela qual for, que sair da porta de minha casa, e se encontrar comigo, quando eu tornar vitorioso dos filhos de Ammon, eu a oferecerei ao Senhor em holocausto.

32 E passou Jefthe às terras dos filhos de Ammon a pelejar contra eles; aos quais o Senhor entregou nas suas mãos.

33 E Jefthe fez uma grande mortandade em vinte cidades, desde Aroer até chegar a Mennith, e até Abel, que está plantada de vinhas; e foram humilhados os filhos de Ammon pelos filhos de Israel.

34 Mas voltando Jefthe para sua casa em Masfa, eis que saiu a recebê-lo dançando ao som de tambores sua filha única; porque não tinha outros filhos.

35 E quando a viu, rasgou os seus vestidos, e disse: Desgraçado de mim, filha minha, que me enganaste, e te enganaste também a ti; eu abri a minha boca falando ao Senhor, e não poderei fazer outra coisa.

36 Ela lhe respondeu: Meu pai, se deste a tua palavra ao Senhor, dispõe de mim o que prometeste, pois que te concedeu a vingança e a vitória de teus inimigos.

37 E disse a seu pai: Concede-me somente o que te peço: Deixa-me andar pelos montes dois meses, e que chore a minha virgindade com as minhas companheiras.

38 Jefthe lhe respondeu: Pois vai. E deixou-a ir por dois meses. E tendo ido com as suas companheiras e amigas, chorava a sua virgindade nos montes.

39 E passados dois meses, tornou ela para seu pai; e ele cumpriu o que tinha votado, com a que não tinha conhecido varão. E daqui veio o costume de Israel, e se tem conservado o uso;

40 De que uma vez cada ano se ajuntam as filhas de Israel, para chorarem a filha de Jefthe de Galaad por quatro dias.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir