Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Jeremias    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 49

(Versículos e sumário)

49 Para os filhos de Ammon. Isto diz o Senhor: Acaso não tem filhos Israel? Ou ele não tem herdeiro? Por que razão logo se apoderou Melcom de Gad, como por herança; e o seu povo morou nas cidades desta?

2 Portanto eis-aí vêm os dias, diz o Senhor: e farei ouvir sobre Rabbath, capital dos filhos de Ammon, o estrondo da batalha, e será reduzida pela sua ruína a um montão de pedras, e as suas filhas arderão em fogo, e Israel se fará senhor dos que o possuem, diz o Senhor.

3 Dá uivos, Hesebon, porque Hai foi assolada; gritai, filhos de Rabbath, cingi-vos de cilícios; chorai e dai voltas pelas valados; porque Melcom será levado ao cativeiro, juntamente os seus sacerdotes e os seus príncipes.

4 Por que te glorias tu nos vales? Dissipou-se o teu vale, filha delicada, que confiavas nos teus tesouros, e dizias; Quem virá contra mim?

5 eis aqui estou eu que farei vir sobre ti o espanto, diz o Senhor Deus dos exércitos, por meio de todos os que estão à roda de ti. E sereis dispersos cada um da vista do outro, e não haverá quem vos recolha na vossa fugida.

6 E depois disto farei voltar os cativos dos filhos de Ammon, diz o Senhor.

7 Para a Idumeia. Isto diz o Senhor dos exércitos: Pois que não há jamais sabedoria em Theman? Perdeu-se o conselho de seus filhos, o saber deles se tornou inútil.

8 Fugi e voltai as costas, descei às mais profundas cavernas da terra, habitantes de Dedan; porque eu fiz vir sobre ele a ruína de Esaú, o tempo da sua visitação.

9 Se tivessem vindo sobre ti vindimadores, não haveriam deixado cachos; se ladrões de noite, teriam roubado quanto lhes bastasse.

10 Eu porém patenteei a Esaú, pus às claras o que ele tinha escondido, e não poderá ocultar-se. Destruída foi a sua linhagem, e os seus irmãos, e os seus vizinhos, e não subsistirá mais.

11 Deixa os teus pupilos; eu lhes salvarei a vida; e as tuas viúvas esperarão em mim.

12 Porque isto diz o Senhor: Eis aqui aqueles que não estavam julgados para beberem o cálice, de certo o beberão. E tu serás deixada como inocente? Não serás inocente, mas de certo o beberás.

13 Porque por mim mesmo tenho jurado, diz o Senhor, que Bosra existirá para desolação, e para opróbrio, e para deserto, e para maldição; e todas as suas cidades ficarão despovoadas para sempre.

14 Esta coisa ouvi do Senhor, e um embaixador foi enviado às gentes para lhes dizer: Ajuntai-vos, e vinde contra ela, e levantemo-nos para a batalha.

15 Porque eis-aí te pus pequenino entre as gentes, desprezíveis entre os homens.

16 A tua arrogância te enganou, e a soberba do teu coração; tu que habitas nas concavidades dos rochedos, e forcejas por subir até ao cume do outeiro. Ainda que tenhas posto no alto como águia o teu ninho, dali te arrancarei, diz o Senhor.

17 E ficará a Idumeia deserta; todo o que atravessar pelas suas terras, pasmará, e dará muita vaia a todas as suas perdas.

18 Assim como foi destruída Sodoma, e Gomorra, e as suas vizinhas, diz o Senhor: não morará ali varão, nem o povoará filho de homem.

19 Aqui está aquele que como leão subirá da soberba do Jordão à grande formosura; porque eu farei correr subitamente a ela; e quem será o escolhido que porei sobre ela? Porquanto quem há semelhante a mim? E quem me poderá suster? E quem é este pastor, que ousará resistir à minha face?

20 Portanto ouvi o conselho do Senhor, que tomou acerca de Edon; e os desígnios que ele teve sobre os moradores de Themam. De certo os arrastarão os zagais da grei, de certo destruirão com eles a sua morada.

21 Ao estrondo da sua ruína se comoveu a terra. No mar vermelho foi ouvido o clamor da sua voz.

22 Eis-aí subirá como águia, e voará; e estenderá as suas asas sobre Bosra e o coração dos valentes de Idumeia será, naquele dia, como o coração duma mulher, que está com dores de parto.

23 Para Damasco: Envergonhada tem sido Emath, e Arfad; porque muito má coisa ouviram, perturbados foram no mar; de inquietação não pode sossegar.

24 Desmaiou Damasco, lançou-se a fugir, o tremor a ocupou. A angústia e as dores a tomaram como à que está com dores de parto.

25 Como desampararam a cidade louvável, a cidade da alegria?

26 Por isso cairão os seus mancebos nas suas ruas; e todos os homens de armas emudecerão naquele dia, diz o Senhor dos exércitos.

27 E acenderei fogo no muro de Damasco, e devorará as muralhas de Benadad.

28 Para Cedar, e para os reinos de Asor, que destruiu Nabucodonosor, rei de Babilônia. Isto diz o Senhor: Levantai-vos, e saí a Cedar, e devastai os filhos do Oriente.

29 Tomarão as suas tendas, e os seus rebanhos. Tomarão para si as suas peles, e todos os seus móveis, e os seus camelos. E chamarão sobre eles o terror de todas as partes.

30 Fugi, ide-vos a toda a pressa, escondei-vos nas grutas da terra os que morais em Asor, diz o Senhor: porque Nabucodonosor, rei de Babilônia, tomou conselho contra vós, e formou os desígnios contrários a vós.

31 Levantai-vos, e subi à gente pacífica, e que mora sem receio, diz o Senhor, eles não têm portas, nem ferrolhos. Habitam sós.

32 E os seus camelos serão metidos a saque, e a multidão dos seus animais servirá para despojo. E espalharei a todo o vento os que cortam o cabelo em redondo; e de todos os seus confins trarei mortandade sobre eles, diz o Senhor.

33 E Asor ficará para morada de dragões, deserta para sempre. Não permanecerá ali varão, nem a povoará filho de homem.

34 Palavra do Senhor, que foi dirigida ao profeta Jeremias contra Elão no princípio do reinado de Sedecias, rei de Judá, a qual dizia:

35 Isto diz o Senhor dos exércitos: Eis-aí quebrarei eu o arco de Elão, e o seu grandíssimo poder.

36 E farei vir sobre Elão os quatro ventos das quatro plagas do céu; e os espalharei para todos estes ventos; e não haverá nação, onde não cheguem os fugitivos de Elão.

37 E farei tremer a Elão diante de seus inimigos, e na presença dos que procuram a sua alma; e farei cair sobre eles o mal, a ira do meu furor, diz o Senhor: e enviarei a sua espada após eles até que eu os consuma.

38 E porei o meu trono em Elão e exterminarei dali os reis e os príncipes, diz o Senhor.

39 Nos últimos dias porém farei voltar os cativos de Elão, diz o Senhor.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir