Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Jeremias  † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 31

(Versículos e sumário)

31 Naquele tempo, diz o Senhor: Eu serei o Deus de todas as famílias de Israel, e eles mesmos serão o meu povo.

2 Isto diz o Senhor: O povo, que tinha escapado da espada, achou graça no deserto; Israel irá para o seu descanso.

3 De longe se me deixou ver o Senhor. E com amor eterno te amei, por isso compadecido de ti, te atraí a mim.

4 E de novo te edificarei, e serás edificada, virgem de Israel. Ainda serás adornada dos teus atabales, e sairás acompanhada dos coros dos que dançam.

5 Ainda plantarás vinhas nos montes de Samaria. Plantarão os plantadores, e enquanto não chegar o tempo, não vindimarão.

6 Porque virá um dia, em que os guardas gritarão no monte de Efraim: Levantai-vos e subamos a Sião ao Senhor nosso Deus.

7 Porque isto diz o Senhor: Regozijai-vos com júbilo por amor de Jacob, e dai relinchos à frente das gentes. Fazei ressoar tudo, e cantai, e dizei: Salva, Senhor, ao teu povo, as relíquias de Israel.

8 eis aqui estou eu que os trarei da terra do Aquilão, e os congregarei das extremidades da terra; o cego e o coxo, a mulher prenhe e a de parto estarão entre eles de companhia, sendo este um grande tropel dos que tornarem para aqui.

9 Com choro virão; mas com misericórdia os tornarei a trazer; e os trarei por arroios de águas em caminho direito, e não tropeçarão nele; porque eu estou feito pai de Israel, e Efraim é o meu primogênito.

10 Ouvi, gentes, a palavra do Senhor, e anunciai-a às ilhas, que estão ao longe, e dizei: O que espalhou a Israel o congregará; e guardá-lo-á como pastor ao seu rebanho.

11 Porque o Senhor remiu a Jacob, e o livrou da mão do mais poderoso.

12 E virão, e darão louvor no monte de Sião; e correrão aos bens do Senhor, ao trigo, e ao vinho, e ao azeite, e às crias das ovelhas e das vacas. E será a alma deles como enxido [horto] de regadio e não terão mais fome.

13 Então se alegrará a virgem na dança, os mancebos e os velhos juntamente. E trocarei o seu pranto em gozo, e os consolarei, e regozijarei passada a sua dor.

14 E embriagarei de gordura a alma dos sacerdotes; e o meu povo será cheio dos meus bens, diz o Senhor.

15 Isto diz o Senhor: Foi ouvida no alto uma voz da lamentação, do pranto, e do choro de Raquel, que chorava seus filhos, e não queria ser consolada acerca deles, porque não existiam.

16 Isto diz o Senhor: Cesse já do choro a tua voz, e de verterem lágrimas os teus olhos; porque recompensa há para a tua obra, diz o Senhor: e eles voltarão da terra do inimigo.

17 As tuas esperanças enfim serão cumpridas, diz o Senhor; e voltarão teus filhos para os seus limites.

18 Tenho ouvido atentamente a Efraim, quando ia para o cativeiro, dizendo: Castigaste-me, e tenho sido ensinado, como novilho ainda não domado. Converte-me, e converter-me-ei. Porque tu és o Senhor meu Deus.

19 Porque depois que me converteste, fiz penitência; e depois que me abriste os olhos, feri a minha coxa. Eu fiquei confuso, e me envergonhei, porque suportei o opróbrio da minha mocidade.

20 Efraim verdadeiramente é para mim filho honrado, sim filho da minha ternura; pois desde que falei dele, ainda me lembrarei dele. Por isso se comoveram as minhas entranhas por ele. Compadecido eu terei misericórdia dele, diz o Senhor.

21 Faze-te uma atalaia, põe diante de ti amarguras. Dirige o teu coração ao caminho direito, em que andaste. Volta, virgem de Israel, volta a essas tuas cidades.

22 Até quando se debilitarão as delícias, filha vagabunda? porque o Senhor criou um novo prodígio sobre a terra: UMA MULHER CERCARÁ A UM VARÃO .

23 Isto diz o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel: Ainda dirão esta palavra na terra de Judá, e nas suas cidades, quando eu tiver feito voltar os cativos deles: O Senhor te abençoe, ó formosura da justiça, ó monte santo!

24 E habitarão nele Judá, e todas as suas cidades juntamente; os lavradores e os que pastoreiam os rebanhos.

25 Porque eu embriaguei a alma frouxa, e fartei a toda a alma faminta.

26 Por isso eu despertei como dum sono; e vi, e o meu sono foi doce para mim.

27 Eis-aí vêm os dias, diz o Senhor: E eu semearei a casa de Israel e a casa de Judá de semente de homens, e de semente de animais.

28 E assim como vigiei sobre eles para desarraigar, e demolir, e dissipar, e arruinar, e afligir; do mesmo modo vigiarei sobre eles para edificar e plantar, diz o Senhor.

29 Naqueles dias não dirão mais: Os pais comeram as uvas em agraço [azedas], e os dentes dos filhos são os que ficaram botos [desafiados].

30 Mas cada um morrerá na sua iniquidade; todo o homem, que comer uvas em agraço, a esse é que lhe ficarão botos os dentes.

31 Eis-aí, virão os dias, diz o Senhor: E farei nova aliança com a casa de Israel, e com a casa de Judá.

32 Não segundo o pacto, que eu fiz com seus pais no dia em que eu os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; pacto, que eles invalidaram, e eu mostrei o meu poder sobre eles, diz o Senhor.

33 Mas esta será a aliança, que farei com a casa de Israel; depois daqueles dias, diz o Senhor; imprimirei a minha lei nas suas entranhas, e a escreverei nos seus corações. E eu lhes serei o seu Deus, e eles me serão o meu povo.

34 E não ensinará daí em diante varão ao seu próximo, nem varão ao seu irmão, dizendo: Conhece ao Senhor. Porque todos me conhecerão desde o mais pequeno deles até ao maior, diz o Senhor; porque perdoarei a maldade deles, e não me lembrarei mais do seu pecado.

35 Isto diz o Senhor, que dá o sol para a luz do dia, a ordem da lua e das estrelas para a luz da noite; o que turba o mar, e logo soam as suas ondas, o Senhor dos exércitos é o seu nome.

36 Se faltarem estas leis diante de mim, diz o Senhor; então faltará também a linhagem de Israel, para que não haja gente diante de mim todos os dias.

37 Isto diz o Senhor: Se puderem ser medidos os céus para cima, e sondarem-se os fundamentos da terra para baixo; eu também abandonarei a toda a linhagem de Israel por todas as coisas que fizeram, diz o Senhor.

38 Eis-aí vêm os dias, diz o Senhor; e será edificada pelo Senhor a cidade desde a torre de Hanameel até à porta do ângulo.

39 E estender-se-á mais adiante o cordel da medida à sua vista sobre o outeiro de Gareb; e dará volta a Goatha,

40 E a todo o vale dos cadáveres, e da cinza, e a toda a região da morte, até à torrente de Cedron, e até ao ângulo da porta dos cavalos, que está ao oriente, o santuário do Senhor; não será arrancado ele, nem destruído dali por diante para sempre.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt.


.

Abrir