Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Isaías    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 59

(Versículos e sumário)

59 Eis-aí está que a mão do Senhor não é abreviada para não poder salvar, nem o seu ouvido ensurdeceu para não ouvir dando atenção.

2 Mas as vossas iniquidades são as que fizeram uma separação entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados são os que lhe fizeram esconder de vós a sua face, para que não ouvisse com atenção.

3 Porque as vossas mãos manchadas de sangue, e os vossos dedos de iniquidade; os vossos lábios falaram a mentira, e a vossa língua profere a iniquidade.

4 Não há quem invoque a justiça, nem há quem julgue em verdade; mas confiam no nada, e falam vaidades; eles conceberam o trabalho, e pariram a iniquidade.

5 Eles romperam ovos de áspides, e teceram teias de aranha; o que comer dos ovos deles, morrerá; e do que se fomentou sairá um basilisco.  n

6 As suas teias não servirão para vestido, nem eles se cobrirão das suas obras. As suas obras são umas obras inúteis, e nas mãos deles se achou sempre obra de iniquidade.

7 Os seus pés correm para fazer o mal, e eles se apressam para derramar o sangue inocente. Os seus pensamentos são uns pensamentos inúteis; a desolação e o quebrantamento se acha nos caminhos deles.

8 Eles não conheceram o caminho da paz, nem há juízo nos passos deles. As suas veredas se lhes fizeram tortas; todo o que anda por elas, ignora a paz.

9 Por esta causa se alongou de nós o juízo, e não nos abraçará a justiça; esperamos a luz, e eis que não houve mais que trevas; o resplendor, e andamos em trevas.

10 Andamos como cegos apalpando as paredes, e como se não tivéssemos olhos fomos pelo tato. Tropeçamos no pino do meio-dia como em trevas, em lugares cobertos de escuridão como os mortos.

11 Todos nós rugiremos como ursos, meditando rolaremos como pombas. Esperamos o juízo, e não o há; a salvação, e ela se alongou de nós.

12 Porque as nossas iniquidades se multiplicaram diante de ti, e os nossos pecados deram testemunho contra nós; porque as nossas maldades nos são presentes, e bem conhecemos as nossas iniquidades,

13 Que pecamos e que mentimos contra o Senhor; e nós voltamos as costas para não irmos após o nosso Deus, para proferirmos a calúnia, e pormos por obra a transgressão; nós concebemos, e falamos de dentro do coração palavras de mentira.

14 E voltou para trás o juízo, e se pôs longe a justiça; porque na praça caiu por terra a verdade, e não pode ali entrar a equidade.

15 E a verdade foi posta em esquecimento; e o que se retirou do mal, ficou exposto à presa; e o Senhor o viu, e ante os seus olhos apareceu o mal, porque não há juízo.

16 E viu que não há varão; e tem ficado perplexo, por não haver quem se oponha; mas ele salvou para si o seu braço, e a sua própria justiça o susteve.

17 Vestiu-se desta sua justiça como duma couraça, e o capacete de salvação assentou na sua cabeça; pós sobre si vestidos de vingança, e cobriu-se de zelo como de um manto.

18 Assim como quem se prepara para tomar vingança, como para retribuir com indignação a seus contrários, e corresponder a seus inimigos. Ele pagará às ilhas na mesma moeda.

19 E os que demoram da parte do Ocidente, temerão o nome do Senhor; e os que ficam da banda de onde nasce o sol respeitarão a sua glória; quando ele vier como um rei impetuoso, a quem o espírito do Senhor impele,

20 E quando vier um redentor a Sião, e àqueles que voltam da iniquidade para Jacob, diz o Senhor.

21 Esta será com eles a minha aliança, diz o Senhor; o meu espírito que está em ti, e as minhas palavras, que pus na tua boca, não se apartarão da tua boca, nem da boca de teus filhos, nem da boca dos filhos de teus filhos, diz o Senhor, desde agora e até para toda a eternidade.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt.


.

Abrir