Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Isaías  † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 36

(Versículos e sumário)

36 E aconteceu no ano décimo quarto do rei Ezequias, que Senaquerib, rei dos Assírios, foi sobre todas as cidades fortificadas de Judá, e as tomou.

2 E o rei dos Assírios enviou a Rabsaces desde Laquis a Jerusalém, ao rei Ezequias com um formidável exército, e fez alto ao pé do aqueduto da piscina de cima no caminho do campo do lavandeiro.

3 E saiu para ir ter com ele Eliacim, filho de Helcias, que era mordomo-mor da casa do rei, e Sobna, secretário de estado, e Joahé, filho de Asaf, cronista-mor.

4 E Rabsaces lhes disse: Dizei a Ezequias: eis aqui o que diz o grande rei, o rei dos Assírios; que confiança é essa, em que tu confias?

5 Ou com que desígnio ou forças pretendes tu rebelar-te? Sobre quem fundas tu a confiança, para te haveres apartado de mim?

6 Já vejo que tu confias sobre o Egito, sobre esse bordão de cana rachada, na qual se se firmar um homem, ela se lhe meterá pela mão, e a traspassará; assim é Faraó, rei do Egito, para todos os que confiam nele.

7 E se me responderes: Nós confiamos no Senhor nosso Deus; acaso não é este aquele mesmo, cujos altares destruiu Ezequias, e disse a Judá e a Jerusalém: Diante deste altar adorareis?

8 Agora pois rende-te ao rei dos Assírios, meu amo, e eu te darei dois mil cavalos, e não poderá entre os teus achar homens para montar neles.

9 Pois como suportarás tu a face de qualquer dos menores servos de meu amo, sendo o tal governador num só lugar? E se confias no Egito, nas quadrigas, e nos cavaleiros;

10 porventura vim e também agora a esta terra sem ordem do Senhor para a perder? O Senhor é que me disse: Entra nessa terra, e destrói-a.

11 E disse Eliacim, e Sobna, e Joaéh a Rabsaces: Fala aos teus servos em língua siríaca; porque nós a entendemos; não nos fales na judaica, estando-nos a escutar o povo, que está em cima do muro.

12 E Rabsaces lhe disse: Acaso é ao teu amo e a ti que meu amo me mandou, para dizer estas palavras; e não antes aos homens, que estão assentados no muro, para que comam os seus excrementos, e convosco bebam a urina dos seus pés?

13 E Rabsaces se pôs em pé, e gritou em alta voz na língua judaica, e disse: Ouvi as palavras do grande rei, do rei dos Assírios.

14 eis aqui o que diz o rei: Não vos seduza Ezequias, porque ele vos não poderá livrar.

15 E não vos infunda Ezequias confiança no Senhor, dizendo: O Senhor indubitavelmente nos há de livrar, esta cidade não há de ser entregue na mão do rei dos Assírios.

16 Não queirais ouvir a Ezequias; porque eis aqui o que diz o rei dos Assírios: Fazei comigo aliança, e vinde para mim, e comei vós cada um da sua vinha, e cada um da sua figueira; e bebei cada um da água da sua cisterna,

17 Até que eu venha e vos leve para uma terra, que é como a vossa terra, terra de grão e de vinho, terra de pães e de vinhas.

18 Nem vos inquiete Ezequias com dizer: O Senhor nos livrará. Porventura os deuses das gentes livraram cada um a sua terra da mão do rei dos Assírios?

19 Onde está o deus de Emath, e de Arfad? Onde está o deus de Séfarvaim? Acaso livraram eles da minha mão a Samaria?

20 Qual é dentre todos os deuses dessas terras, o que tinha livrado o seu país da minha mão, para que o Senhor possa também livrar a Jerusalém da minha mão?

21 E eles se puseram em silêncio, e não lhe responderam uma só palavra; porquanto assim lho havia mandado o rei, dizendo: Não lhe respondais.

22 E entrou Eliacim, filho de Helcias, que era mordomo-mor da casa do rei, e Sobna, secretário de estado, e Joaéh, filho de Asaf, cronista-mor, para falar a Ezequias, rasgados os vestidos, e todos lhe relataram as palavras de Rabsaces.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt.


.

Abrir