Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Gênesis    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 12

(Versículos e sumário)

12 Ora, o Senhor disse a Abrão: Sai da tua terra e da tua parentela e da casa de teu pai, e vem para a terra que eu te mostrarei.

2 E eu te farei pai dum grande povo, e te abençoarei, eu engrandecerei o teu nome, e tu serás bendito.

3 Eu abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei aos que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as gerações da terra.

4 Saiu pois Abrão de Haran, como o Senhor lhe tinha ordenado, e foi com ele Lot. Tinha Abrão setenta e cinco anos, quando saiu de Haran.

5 E levou consigo a Sarai, sua mulher, a Lot filho de seu irmão, e de todos os bens que possuíam, e as almas que lhe acresceram em Haran; e saíram daqui para irem à terra de Canaã.

6 E tendo lá chegado, atravessou Abrão este país, até chegar ao lugar chamado Siquém, até o vale ilustre. Era então o Cananeu o que habitava esta terra.

7 Apareceu porém o Senhor a Abrão, e lhe disse: Eu darei esta terra ao teu descendente. No mesmo lugar edificou Abrão um altar ao Senhor, que lhe tinha aparecido.

8 E passando dali ao monte, que estava ao Oriente de Betel, levantou nele a sua tenda, ficando-lhe Betel ao Ocidente, e Hai ao Oriente. Ali edificou também um altar ao Senhor, e invocou o seu nome.

9 Continuando Abrão o seu caminho, passou ainda mais longe para o meio-dia.

10 Mas sobrevindo à terra uma fome, desceu Abrão ao Egito, para ficar lá como estrangeiro, porque era grande a fome na terra.

11 Quando ele estava perto de entrar no Egito, disse Abrão a Sarai sua mulher: Conheço que tu és uma mulher formosa;

12 E que tanto que os Egiptanos te virem, hão de dizer: Esta é a mulher deste homem. E matar-me-ão a mim, reservando-te a ti.

13 Dize pois, te peço, que és minha irmã, para que eles me tratem bem por teu respeito, e me conservem a vida em atenção a ti.

14 Tendo pois Abrão entrado no Egito, viram os Egiptanos que aquela mulher era em extremo formosa;

15 E os fidalgos o deram a saber a Faraó, e a gabaram muito em sua presença; pelo que foi ela tirada e levada ao palácio do rei.

16 E eles se houveram bem com Abrão, por amor dela. E ele teve ovelhas, bois, jumentos, servos, criadas, jumentas e camelos.

17 O Senhor porém afligiu a Faraó e a sua casa com grandíssimas pragas, por causa de Sarai, mulher de Abrão.

18 E Faraó chamou a Abrão, e lhe disse: Porque te houveste tu comigo desta sorte? Porque me não advertiste, que ela era tua mulher?

19 Porque me disseste que ela era tua irmã, para que eu a tomasse por minha mulher? Agora pois aí tens a tua mulher; toma-a e vai-te.

20 E tendo Faraó dado as suas ordens a seus oficiais acerca de Abrão, eles o conduziram até à saída do Egito, a ele e a sua mulher com tudo que possuía.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt — Estudo do Velho Testamento com Haroldo Dutra Dias


.

Abrir