Bíblia do CaminhoAntigo Testamento

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Êxodo   Ee

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 26

(Versículos e sumário)

26 O tabernáculo porém fá-lo-ás assim: Farás dez cortinas de linho retorcido, de cor de jacinto, de púrpura, e d’escarlata tinta duas vezes, brincadas de vários bordados.

2 O comprimento de cada uma das cortinas será de vinte e oito côvados, a largura será de quatro côvados; todas as cortinas se farão d’uma mesma medida.

3 Cinco cortinas estarão enlaçadas umas com outras, e outras cinco se unirão por semelhante modo.

4 Farás umas presilhas de cor de jacinto nos lados e sumidades das cortinas, para que se possam unir umas às outras.

5 Cada cortina terá cinquenta presilhas a cada lado, de tal sorte dispostas, que uma presilha esteja contraposta à outra, e possa uma juntar-se com a outra.

6 Farás também cinquenta argolas de ouro, com as quais se hão de juntar os panos das cortinas; para que se forme uma só tenda.

7 Farás outrossim onze cobertas de pelos de cabras, para cobrir o teto do tabernáculo.

8 O comprimento de cada coberta terá trinta côvados; e a largura quatro; será igual a medida de todas as cobertas.

9 Das quais juntarás cinco à parte, e unirás seis umas com outras, de sorte que possas dobrar a sexta por diante do teto.

10 Farás também cinquenta presilhas na ourela de cada coberta, para que uma se possa juntar com outra; e cinquenta presilhas na ourela da outra coberta,  para que se una com a que lhe corresponde.

11 Farás também cinquenta fivelas de bronze, com as quais se unam as presilhas, para que de todas se faça uma só coberta.

12 E a que sobejar destas cobertas destinadas a cobrir o teto, que vem a ser uma que há de mais, com metade desta cobrirás tu as costas do tabernáculo.

13 E ficará pendente um côvado d’uma parte, e outro d’outra; o qual sobeja no comprimento das cobertas para cobrir os dois lados do tabernáculo.

14 Farás também uma terceira coberta para o teto, que será de peles de carneiros tintas de vermelho; e outra quarta coberta de peles tintas de roxo.

15 Farás também de pau de cetim as tábuas da tenda, que hão de estar levantadas,

16 Cada uma das quais terá dez côvados de alto, e côvado e meio de largo.

17 Nos lados de cada tábua far-se-ão dois encaixes, com que cada tábua se encrave na outra; e deste modo se aparelharão todas as tábuas.

18 Vinte destas estarão ao lado meridional, que olha para o n  Austro.

19 Para as quais farás fundir quarenta bases de prata, de sorte que sejam duas bases, as que sustenham cada tábua pelos dois ângulos.

20 Estarão também vinte tábuas ao outro lado do tabernáculo, que olha para o n  Aquilão,

21 As quais tenham quarenta bases de prata, ficando duas bases debaixo de cada tábua.

22 Mas para o lado ocidental do tabernáculo farás seis tábuas,

23 E além destas mais duas, que se levantem nos ângulos pelas costas do tabernáculo.

24 Estas tábuas estarão juntas desde baixo até cima, e unidas todas entre si. E a mesma união se observará com as duas tábuas, que se hão de pôr nos ângulos.

25 Serão pois estas tábuas ao todo oito, que terão dezesseis bases de prata, dando-se duas a cada tábua.

26 Farás também uns barrotes de pau de cetim; cinco para conterem as tábuas a um lado do tabernáculo,

27 E outros cinco para o outro lado, e outros cinco para o lado ocidental,

28 Os quais estarão atravessados pelo meio das tábuas d’uma extremidade à outra.

29 Chapearás de ouro essas tábuas, e por-lhes-ás umas argolas de ouro, pelas quais passem os barrotes, que hão de segurar o madeiramento, os quais chapearás de ouro.

30 E levantarás o tabernáculo, conforme o modelo, que te foi mostrado no monte.

31 Farás também um véu de cor de jacinto, de púrpura, e de escarlata tinta duas vezes, e de linho fino retorcido, com lavores de bordados, e tecido com formosa variedade.

32 E suspendê-lo-ás de quatro colunas de pau de cetim, que serão douradas, e terão os capitéis de ouro, mas as bases de prata.

33 E o véu ficará pendente por meio d’umas argolas, dentro do qual porás a arca do testemunho, e ele servirá de divisão entre o Santo, e o Santo dos Santos.

34 Porás também o propiciatório sobre a arca do testemunho no Santo dos Santos.

35 E a mesa fora do véu, e defronte da mesa o candeeiro ao lado do tabernáculo, que olha para o Meio-dia;  n porque a mesa estará ao lado do Aquilão.

36 Farás também um véu para a entrada do tabernáculo, que será de jacinto, e de púrpura, de escarlata tinta duas vezes, e de linho fino retorcido, obra de bordador.

37 Este véu estará suspenso de cinco colunas de pau de cetim, douradas, cujos capitéis serão de ouro, e as bases de bronze.



Austro: Nome de um vento do sul.

Aquilão: Vento que sopra do norte.

Meio-dia: Posição do sol a pino. O ponto cardeal sul. [Até o séc. XV, as terras e mares conhecidos dos europeus situavam-se ao norte do Trópico de Câncer; portanto, ao passar o sol pelo meridiano local (meio-dia), fazia-o sempre na direção do sul]

Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação.

Veja também as seguintes versões: Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir