Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Esther   † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 8

(Versículos e sumário)

8 No mesmo dia doou o rei Assuero à rainha Esther a casa de Aman inimigo dos Judeus, e Mardoqueu foi apresentado ao rei. Porque Esther lhe tinha confessado que ele era seu tio paterno.

2 E o rei tomou o anel, que tinha mandado tirar a Aman, e o deu a Mardoqueu. Esther fez também a Mardoqueu intendente da sua casa.

3 E não contente com isto, ela se lançou aos pés do rei, e com lágrimas lhe falou e lhe pediu, que desse ordem, para que não tivesse efeito o mau desígnio de Aman, filho de Agag, nem as suas iníquas maquinações, que havia excogitado contra os Judeus.

4 E o rei, segundo o costume, estendeu com a sua mão para ela o cetro de ouro, para, lhe dar mostras de clemência; e levantando-se ela se pôs em pé diante do rei;

5 E disse: Se assim apraz ao rei, e se tenho achado graça nos seus olhos, e não lhe parecer ser injusto o meu rogo, suplico, que com novas cartas, sejam revogadas as primeiras de Aman, perseguidor e inimigo dos Judeus, com as quais mandava que fossem estes exterminados em todas as províncias do rei.

6 Porque como poderei eu sofrer a matança e estrago do meu povo?

7 E o rei Assuero respondeu à rainha Esther, e ao Judeu Mardoqueu: Eu doei a Esther a casa de Aman, e a ele mandei-o pregar numa cruz, porque se atreveu a estender a sua mãe contra os Judeus.

8 Escrevei pois aos Judeus em nome do rei, como bem vos parecer, e selai as cartas com o meu anel. Porque este era o costume, que ninguém se atrevia a opor-se às cartas, que se enviavam em nome do rei, e eram seladas com o seu anel.

9 E chamados os secretários e escrivãs do rei, (e como então era o terceiro mês, que se chama Siban) e o dia vinte e três do mesmo mês foram escritas as cartas, da maneira que quis Mardoqueu, e dirigidas aos Judeus, e aos príncipes, e aos governadores e aos juízes, que presidiam a cento e vinte sete províncias do reino, desde a Índia até à Etiópia, província por província, e povo por povo, conforme as suas línguas e caracteres, e aos Judeus, para que pudessem lê-las e entendê-las.

10 E estas cartas, que se enviavam em nome do rei, foram seladas com o seu anel, e levadas pelos seus postilhões [estafetas]; os quais, discorrendo com diligência por todas as províncias, prevenissem as primeiras cartas com estas segundas ordens.

11 O rei lhes mandou ao mesmo tempo que em cada cidade buscassem os Judeus, e lhes ordenassem que se ajuntassem e se aprontassem todos, para defender as suas vidas, e para matarem e exterminarem os seus inimigos, com as suas mulheres e filhos e todas as suas casas, e que saqueassem os seus despojos.

12 E assinou-se a todas as províncias um mesmo dia para a vingança, a saber, o dia treze do duodécimo mês chamado Adar.

13 E a substância da carta foi esta, que se notificasse em todas as terras e povos sujeitos ao domínio do rei Assuero, que os Judeus estavam prontos para tomarem vingança de seus inimigos.

14 E partiram incontinenti os postilhões [estafetas] levando os avisos, e o edito do rei foi afixado em Susa.

15 Mardoqueu, pois, saindo do palácio, e da presença do rei, resplandecia com a real opa  n cor de jacinto e de azul celeste, levando uma coroa de ouro na cabeça, e vestido de um manta de seda e de púrpura. E toda a cidade se encheu de regozijo e de alegria.

16 E aos Judeus parecia-lhes ter-lhes nascido uma nova luz, gosto, honra e alvoroço.

17 Em todos os povos, cidades e províncias, onde chegaram as ordens do rei, havia uma alegria extraordinária, banquetes e convites, e dias de festas; de tal sorte que muitos das outras nações e seitas abraçaram a sua religião e cerimônias; porque o nome do povo judaico tinha enchido dum grande terror a todos os espíritos.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt.


.

Abrir