Bíblia do Caminho Antigo Testamento

2º Livro de Samuel    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 7

(Versículos e sumário)

7 Aconteceu pois que estando já o rei de assento em sua casa, e tendo-lhe o Senhor dado paz de todas as partes com todos os seus inimigos,

2 Disse ele ao profeta Nathan: Tu não vês que eu estou morando numa casa de cedro, e que a arca de Deus está posta debaixo dumas peles?

3 E Nathan respondeu ao rei: Vai, faze tudo o que tens no coração porque o Senhor é contigo.

4 Mas sucedeu naquela mesma noite que o Senhor falou a Nathan, dizendo:

5 Vai, e dize ao meu servo David: eis aqui o que diz o Senhor: Porventura serás tu quem me edifiques uma casa onde eu habite?

6 Porque eu desde que tirei da terra do Egito os filhos de Israel até o dia d’hoje, não tenho tido casa nenhuma; mas tenho estado debaixo de um pavilhão, e de uma tenda.

7 Por todos os lugares, por onde passei com todos os filhos de Israel, tenho eu porventura falado palavra a alguma das tribos de Israel, a que mandei que pastoreasse o meu povo de Israel, dizendo: Porque me não tendes vós edificado uma casa de cedro?

8 Agora pois dirás a meu servo David: eis aqui o que diz o Senhor dos exércitos: Eu te tirei das pastagens, quando ias seguindo os gados, para que fosses o condutor do meu povo de Israel;

9 E por toda a parte por onde andaste, estive contigo, e exterminei todos os teus inimigos de diante dos teus olhos; e fiz o teu nome tão ilustre, como o dos grandes que há na terra.

10 E eu fixarei lugar ao meu povo de Israel, e plantá-lo-ei ali, e habitará nele, e não será mais perturbado; nem os filhos da iniquidade tornarão a afligi-lo como dantes,

11 Desde o tempo em que eu constitui juízes sobre o meu povo de Israel; e eu te darei paz com todos os teus inimigos; e o Senhor te diz desde já que o mesmo Senhor estabelecerá a tua casa.

12 E completos que forem os teus dias, e tiveres dormido com teus pais, suscitarei depois de ti a teu filho, que procederá do teu ventre, e firmarei o seu reino.

13 Ele edificará uma casa em meu nome; e eu estabelecerei para sempre o trono do seu reino.

14 E eu lhe serei pai, e ele me será filho. Se ele cometer alguma coisa injusta, eu o castigarei com vara de homens, e com açoites de filhos de homens.

15 Porém não retirarei dele a minha misericórdia, como a retirei de Saul, a quem lancei de diante da minha face.

16 E a tua casa será estável, e o teu reino se perpetuará diante do teu rosto, e o teu trono será firme para sempre.

17 Segundo todas estas palavras, e conforme toda esta visão, assim falou Nathan a David.

18 Entrou pois o rei David, e se assentou diante do Senhor, e disse: Quem sou eu, ó Senhor Deus, e que casa é a minha, para tu me teres elevado a este ponto?

19 Mas isto mesmo te pareceu a ti pouco, ó Senhor Deus, se não falasses também da casa de teu servo para tempos distantes; porque esta é a lei de Adão, ó Senhor Deus.

20 Que coisa pois poderá acrescentar ainda David, que te possa dizer? porque tu, ó Senhor Deus, conheces a teu servo.

21 Por atenção à tua palavra, e segundo o teu coração, fizeste tu todas estas maravilhas, até o ponto de as dares a saber a teu servo.

22 Pelo que, ó Senhor Deus, bem tens mostrado a tua magnificência, porque não há semelhante a ti, nem há Deus fora de ti, segundo tudo o que temos ouvido com os nossos ouvidos.

23 Que nação pois há na terra, como o teu povo de Israel, a quem Deus foi a resgatar, para fazê-lo povo seu, e dar a si nome, e obrar a seu favor à vista do teu povo, que tiraste da escravidão do Egito, maravilhas, e prodígios terríveis contra a sua terra, a sua gente e o seu deus?

24 Porque tu estabeleceste a Israel, para ser eternamente teu povo; e tu te fizeste o seu Deus, ó Senhor Deus.

25 Agora pois, ó Senhor Deus, faze que tenha efeito para sempre a palavra que falaste acerca de teu servo, e da tua casa; e faze como disseste,

26 Para que o teu nome seja eternamente engrandecido, e se diga: O Senhor dos exércitos é o Deus de Israel. E a casa de teu servo David permanecerá estável diante do Senhor;

27 Porque tu, ó Senhor dos exércitos, Deus de Israel, descobriste à orelha de teu servo, dizendo: Eu te edificarei casa; por isso o teu servo achou o seu coração para te fazer esta rogativa.

28 Agora pois, ó Senhor Deus, tu és o Deus, e as tuas palavras achar-se-ão verdadeiras; porque tu mesmo disseste a teu servo estes bens.

29 Começa pois, e abençoa a casa de teu servo, para que ela subsista eternamente diante de ti; porque tu, ó Senhor Deus, é que falaste, e com a tua bênção será para sempre bendita a casa de teu servo.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt.


.

Abrir