Bíblia do Caminho Antigo Testamento

2º Livro de Samuel    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 3

(Versículos e sumário)

3 Houve pois uma longa guerra entre a casa de Saul e a casa de David; David prosperando e fortificando-se cada vez mais; a casa porém de Saul indo cada vez a menos.

2 E nasceram filhos a David em Hebron, e foi o seu primogênito Amnon, que teve d’Aquinoão de Jezrael.

3 E depois deste Queleab que houve de Abigail, viúva de Nabal do Carmelo; e o terceiro Absalão, filho de Maaca, filha de Tholmai, rei de Gessur,

4 O quarto porém Adonias, filho de Haggith; e o quinto Safathia, filho d’Abital,

5 E o sexto Jethraão, filho d’ Egla, mulher de David em Hebron.

6 Havendo pois guerra entre a casa de Saul e a casa de David, Abner, filho de Ner, governava a casa de Saul.

7 E Saul tinha uma concubina, chamada Resfa, filha d’Aia. E Isboseth disse a Abner;

8 Por que te aproximaste da concubina de meu pai? Abner em extremo irado por essas palavras de Isboseth, disse: Acaso sou eu hoje alguma cabeça de cão contra Judá, porque usei de piedade com a casa de Saul, teu pai, e com seus irmãos, e parentes, e porque te não entreguei nas mãos de David? E tu buscas hoje em mim motivo para me arguires por respeito duma mulher?

9 Deus trate a Abner com toda a sua severidade, se eu não procurar para David, o que o Senhor lhe jurou,

10 fazendo que o reino seja transferido da casa de Saul; e que o trono de David seja elevado sobre Israel, e sobre Judá, desde Dan até Bersabée.

11 E não lhe pode responder coisa alguma porque o temia.

12 Enviou pois Abner mensageiros a David que lhe dissessem da sua parte: A quem pertence a terra? E que acrescentassem: Faze comigo amizade, e eu te servirei, e reduzirei ao teu mando todo o Israel.

13 David respondeu: Otimamente; eu farei amizade contigo; mas peço-te uma coisa, dizendo: Tu não me verás sem primeiro me trazeres a Micol, filha de Saul; e deste modo virás e me verás.

14 Enviou depois David mensageiros a Isboseth, filho de Saul, dizendo: Restitui-me a Micol, minha mulher, que eu desposei por cem prepúcios de Filisteus.

15 Enviou-a pois Isboseth, e a tirou a seu marido Faltiel, filho de Lais.

16 E a seguia seu marido chorando até Bahurim; e disse-lhe Abner: Vai, e torna. E ele voltou.

17 Fez também Abner uma fala aos anciãos de Israel, dizendo: Muito tempo há que vós desejáveis que David reinasse sobre vós.

18 Fazei-o pois agora; porquanto o Senhor falou a David, dizendo: Eu salvarei por meio de meu servo David o meu povo de Israel da mão dos Filisteus, e de todos os seus inimigos.

19 E do mesmo modo falou Abner aos de Benjamim. E foi buscar a David em Hebron para dizer-lhe tudo o que os de Israel, e todos os de Benjamim tinham resoluto.

20 E se apresentou a David em Hebron com vinte homens; e David deu um banquete a Abner, e aos que tinham vindo com ele.

21 E disse Abner a David: Eu irei, para te ajuntar a ti, meu Senhor e rei, todo o Israel, e farei concerto contigo, para teres o império sobre todos, assim como o deseja teu coração. Tendo pois David despedido a Abner, e tendo-se este ido em paz,

22 Chegaram logo as gentes de David, e de Joab, que, vindo de matar uns ladrões, traziam uma grande presa; Abner porém não estava já com David em Hebron, porque o tinha despedido, e ele se tinha retirado em paz.

23 E Joab, e todo o exército, que estava com ele, chegaram depois. Não faltou porém quem desse a Joab a nova e lhe dissesse: Abner, filho de Ner, veio ao rei, e este o despediu, e ele se foi em paz.

24 E foi Joab ter com o rei, e disse: Que fizeste? Abner acaba de estar contigo; por que o despediste tu, e o deixaste retirar?

25 Tu não sabes quem é Abner, filho de Ner, e que ele veio ter contigo a fim de te enganar e para saber as tuas saídas e as tuas entradas e para sondar tudo quanto fazes?

26 Retirando-se pois Joab de David, enviou mensageiros atrás de Abner, e o fez voltar da cisterna de Sira, sem David o saber.

27 E voltando Abner a Hebron, Joab o levou ao meio da porta para lhe falar aleivosamente; e aí mesmo o feriu na virilha, e foi morto em vingança do sangue de Asael, seu irmão.

28 O que ouvindo David que a coisa era já feita, disse: Eu para todo sempre estou e o meu reino inocente diante do Senhor do sangue de Abner, filho de Ner,

29 E ele caia sobre a cabeça de Joab, e sobre toda a casa de seu pai; e não falte nunca na casa de Joab quem padeça uma vergonhosa purgação nem quem seja leproso, nem quem pegue no fuso, nem quem seja morto à espada, nem quem mendigue o pão.

30 Joab pois e Abisai, seu irmão, mataram a Abner, porque tinha morto seu irmão Asael na batalha de Gabaon.

31 E disse David a Joab, e a todo o povo, que estava com ele: Rasgai os vossos vestidos, e cobri-vos de sacos, e chorai no funeral de Abner; e o rei David ia seguindo o féretro.

32 E logo que enterraram a Abner em Hebron, levantou o rei David a sua voz, e chorou sobre a sepultura d’Abner; e chorou também todo o povo.

33 E o rei, pranteando-o e chorando-o, disse: Abner não morreu como costumam morrer os covardes.

34 As tuas mãos não foram atadas, nem os teus pés carregados de grilhões; mas tu caíste, bem como os que costumam cair diante dos filhos da iniquidade. E o povo repetindo o mesmo chorou sobre ele.

35 E tendo vindo todos comer com David, sendo ainda dia claro, jurou David, dizendo: Deus me trate com todo o seu rigor, se eu provar algum bocado de pão, ou que quer que seja antes do sol posto.

36 E todo o povo ouviu, e lhes pareceu bem tudo o que o rei fizera à vista de todo o povo;

37 E conheceu toda a plebe, e todo o Israel naquele dia que David não tivera parte alguma no assassinato d’Abner, filho de Ner.

38 Disse também o rei aos seus servos: Acaso não sabeis que quem hoje morreu em Israel é um dos seus maiores príncipes?

39 Eu porém ainda estou pouco seguro, bem que ungido rei; mas estes homens filhos de Sarvia são muito violentos para mim. O Senhor se haja com o que faz mal segundo a sua malícia.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt.


.

Abrir