Bíblia do Caminho  † Testamento Redentor

Índice Página inicial Próximo Capítulo

O Evangelho segundo S. Marcos  Ee

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 3

(Versículos e sumário)

O homem da mão mirrada  Ee

Mt = Lc

3 Entrou Jesus em outra ocasião na sinagoga e achava-se ali um homem que tinha ressecada uma das mãos.

2 Os judeus o estavam observando se curaria em dia de sábado, para o acusarem.

3 Então disse ao homem que tinha a mão atrofiada: Levanta-te e vá para o meio.

4 E lhes disse: É lícito em dia de sábado fazer bem, ou mal? salvar a vida, ou tirá-la? Mas eles ficaram em silêncio.

5 Circunvagando o olhar com indignação, condoído da cegueira de seus corações, disse ao homem: Estende a tua mão. Ele a estendeu, e foi-lhe restabelecida a mão.

6 Mas os fariseus saindo dali, entraram logo em conselho contra ele com os herodianos, para ver como o haviam de arruinar.


Jesus se retira. A cura de muitos à beira-mar Ee


7 Mas Jesus se retirou com os seus discípulos em direção ao mar; e muita gente da Galileia e da Judeia o foi seguindo,

8 Também de Jerusalém, da Idumeia, do Além-Jordão, da comarca de Tiro e de Sidônia vieram em grande número ter com ele, quando ouviram as coisas que fazia.

9 Solicitou aos seus discípulos que lhe aprontassem uma barca em que pudesse entrar, para que toda aquela gente não o comprimisse;

10 Porque curava a muitos, de tal maneira que todos os que padeciam algum mal, se arrojavam sobre ele para o tocarem.

11 E quando os Espíritos imundos o viam, se prostravam diante dele e gritavam, dizendo:

12 Tu és o Filho de Deus. Mas ele fazia-lhes grandes ameaças, para que o não dessem a conhecer.


Escolha dos apóstolos

Mt = Lc

13 Depois, tendo subido a um monte, chamou Jesus para si os que quis; e vieram a ele.

14 Escolheu doze para que andassem com ele e para envia-los a pregar.

15 Deu-lhes o poder de curar enfermidades e de expulsar demônios. n

16 São eles: Simão, a quem pôs o nome de Pedro;

17 Tiago, filho de Zebedeu; João, irmão de Tiago, aos quais ele deu o nome de Boanerges, que quer dizer: Filhos do trovão;

18 André e Filipe, Bartolomeu e Mateus, Tomé e Tiago, filho de Alfeu, Tadeu e Simão Cananeu;

19 E Judas Iscariotes, aquele que o traiu.


A blasfêmia dos escribas Ee

Mt = Lc

20 Vindo pra casa, juntou de novo tanta gente, que nem mesmo podiam tomar o alimento.

21 Seus familiares, quando ouviram isto, saíram para dete-lo; porque diziam: Ele está fora de si.

22 Os escribas, que haviam baixado de Jerusalém, diziam: Ele está possesso de Belzebu; n e em virtude do príncipe dos demônios é que expele os demônios.

23 Convocado-os, lhes dizia em parábolas: Como pode Satanás n lançar fora a Satanás?

24 Se um reino está dividido contra si mesmo, aquele reino não pode subsistir.

25 Se uma casa está dividida contra si mesma, não pode permanecer aquela casa.

26 E se Satanás se levantar contra si mesmo está dividido, e não poderá subsistir; antes está para acabar.

27 Ninguém pode entrar na casa do valente roubar suas alfaias, se primeiro não atar ao valente, para poder depois saquear sua casa.


Blasfemar contra o Espírito Santo Ee

 Mt = Lc

28 Na verdade vos digo: aos filhos dos homens perdoados lhe serão todos os pecados, e as blasfêmias que proferirem.

29 Mas o que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca jamais terá perdão, mas será réu de eterno delito.

30 Porquanto diziam: Está possesso do Espírito imundo.


A família de Jesus  Ee

Mt = Lc

31 Chegaram sua mãe e seus irmãos; e ficando da parte de fora, mandaram-no chamar.

32 Estava sentado à roda dele um crescido número de gente, e lhe disseram: Olha que tua mãe e teus irmãos te buscam ali fora.

33 Ele lhes respondeu: Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?

34 E olhando para os que estavam sentados junto a si, lhes disse: eis aqui minha mãe e meus irmãos.

35 Porque o que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação.

Veja também as seguintes versões: Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition. Edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

D
W