Bible of the WayBíblia do Caminho  † Testamento Redentor

Índice Página inicial Próximo Capítulo

O Evangelho segundo S. Lucas  Ee 

(Vulgatæ Editionis)

 

CAPÍTULO 4

 

Jejum e tentação de Jesus. Lê e explica as escrituras. Cura um endemoninhado, a sogra de Pedro e muitos enfermos, e prega nas sinagogas. (Nota do Tradutor)

 

Tentação de Jesus no deserto  Ee 

Mt = Mc

 

4 Pleno do Espírito Santo, Jesus voltou do Jordão e foi levado em Espírito ao deserto.

2 Onde esteve quarenta dias e foi tentado pelo diabo. Não comeu nada nestes dias, tendo transcorridos, teve fome.

3 Disse-lhe então o demônio:  n  Se és Filho de Deus, dize a esta pedra que se converta em pão.

4 Jesus lhe respondeu: Está escrito que o homem não vive somente de pão, mas de toda a palavra de Deus(Dt)

5 O demônio o levou a um alto monte e lhe mostrou, num momento, todos os reinos em torno da Terra.

6 E lhe disse: Dar-te-ei todo este poder e a glória destes reinos, porque eles me foram dados, e eu os dou a quem bem me parece.

7 Portanto, se na minha presença prostrado me adores, todos eles serão teus.

8 Respondendo Jesus, lhe disse: Escrito está: Ao Senhor teu Deus adorarás, e a ele só servirás(Dt)

9 Levou-o ainda a Jerusalém e pô-lo sobre o pináculo do Templo, e disse-lhe: Se és Filho de Deus lança-te daqui abaixo.

10 Porque está escrito que Deus mandou aos seus anjos que tivessem cuidado de ti, e que te guardassem(Sl)

11 E que te sustivessem em seus braços, para não machucares talvez o teu pé em alguma pedra.

12 Respondendo Jesus, lhe disse: Dito está: Não tentarás ao Senhor teu Deus(Dt)

13 Acabada toda a tentação, se retirou dele o demônio, até certo tempo.

 

Início das pregações de Jesus

Mt = Mc

 

14 Voltou Jesus em virtude do Espírito para Galileia, e a fama dele se divulgou por todo aquele país.

15 Ele ensinava nas sinagogas deles, e era magnificado por todos.

 

Jesus prega em Nazaré e é rejeitado pelos seus  Ee 

Mt = Mc

 

16 Veio a Nazaré, onde se havia criado, entrou na sinagoga segundo o seu costume em dia de sábado e levantou-se para ler.

17 Foi-lhe dado o livro do profeta Isaías. E quando desenrolou o livro, achou o lugar onde estava escrito:

18 O Espírito do Senhor repousou sobre mim, pelo que ele me consagrou com a sua unção, e enviou-me a pregar o Evangelho aos pobres, a curar aos quebrantados de coração.

19 A anunciar aos cativos redenção, e aos cegos vistas, a por em liberdade aos quebrantados para seu resgate, a publicar o ano favorável do Senhor, e o dia da retribuição(Is)

20 Havendo enrolado o livro, o deu ao ministro, e se assentou. Quantos havia na sinagoga tinham os olhos fixos nele.

21 Começou ele a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura nos vossos ouvidos.

22 Todos lhe davam testemunho e se admiravam da graça das palavras que saíam da sua boca, e diziam: Não é este o filho de José?

23 Então lhes disse Jesus: Sem dúvida que vós me aplicareis este provérbio: Médico, cura-te a ti mesmo; todas aquelas grandes coisas que ouvimos dizer, que fizeste em Cafarnaum, faze-as também aqui na tua pátria.

24 E prosseguiu: Amém! vos digo, que nenhum profeta é bem aceito na sua pátria.

25 Na verdade vos digo, que muitas viúvas havia em Israel nos dias de Elias, quando foi fechado o céu por três anos e seis meses, quando houve uma grande fome por toda a terra;

26 A nenhuma delas foi mandado Elias, senão a uma mulher viúva de Sarepta de Sidônia(1 Rs)

27 E muitos leprosos havia em Israel em tempo do profeta Eliseu, mas nenhum deles foi limpo senão Naaman, da Síria(2 Rs)

28 Todos os que estavam na sinagoga, ouvindo isto, ficaram cheios de ira.

29 Levantaram-se e o lançaram fora da cidade; e o conduziram até ao cume do monte, sobre o qual a sua cidade estava fundada, para o precipitarem.

30 Mas ele, passando pelo meio deles, se retirou.

 

A cura de um possesso  Ee 

Mc

 

31 Desceu a Cafarnaum, cidade de Galileia, e ali os ensinava nos sábados.

32 Eles se espantavam da sua doutrina, porque a sua palavra era com autoridade.

33 Estava na sinagoga um homem possesso do Espírito imundo, e exclamou em voz alta:

34 Deixa-nos! que tens tu conosco, Jesus Nazareno? Vieste a perder-nos? Bem sei quem és: És o Santo Deus.

35 Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te, e sai desse homem. E o demônio depois de o ter lançado em terra no meio de todos saiu dele, sem lhe fazer mal algum.

36 Ficaram todos cheios de pavor e falavam uns com os outros: Que coisa é esta, porque ele com poder e com virtude manda aos Espíritos imundos, e estes saem?

37 E por todos os lugares do país corria a fama do seu nome.

 

A cura da sogra de Pedro

Mt = Mc

 

38 Saindo Jesus da sinagoga, entrou em casa de Simão. Ora, a sogra de Simão padecia grandes febres; e pediram-lhe que se compadecesse dela.

39 Inclinando-se sobre ela, repreendeu a febre, e esta a deixou. Ela, levantando-se prontamente, pôs-se a servi-los.

 

Muitas outras curas

MtMc

 

40 Quando foi sol posto, todos os que tinham enfermos de diversas moléstias lhos traziam. Ele, pondo as mãos sobre cada um deles, os curava.

41 De muitos saíam os demônios, gritando: Tu és o Filho de Deus. Mas ele, repreendendo-os, não permitia que eles tal dissessem; que sabiam que ele mesmo era o Cristo.

 

Jesus se retira para orar

 

42 Depois que se fez dia, tendo saído, se retirou para um lugar deserto, as gentes o buscavam e foram até onde ele estava; e o detinham para que se não apartasse deles.

43 Ele lhes disse: É necessário que eu anuncie o Reino de Deus também às outras cidades, por que para isso é que fui enviado.

44 E andava pregando nas sinagogas da Galileia.

 


Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação.

Veja também as seguintes versões: Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition. Edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt