Bible of the WayBíblia do Caminho  † Testamento Redentor

Índice Página inicial Próximo Capítulo

O Evangelho segundo S. Lucas  Ee

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 2

(Versículos e sumário)

Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo  Ee

 

2 Aconteceu naqueles dias que saiu um edito emanado de César Augusto para que fosse alistado todo o mundo.

2 Este primeiro recenseamento foi feito por Cirino, governador da Síria.

3 E iam todos a alistar-se cada um à sua cidade.

4 Subiu também José da Galileia, da cidade de Nazaré à Judeia, à cidade de David, que se chamava Belém;  n porque era da casa e família de David,

5 Para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida.

6 Estando ali, aconteceu completarem-se os dias em que havia de dar à luz.

7 E deu à luz a seu filho primogênito; enfaixou-o, reclinou-o numa manjedoura; porque não havia lugar para eles na estalagem.

 

Os anjos e os pastores Ee

 

8 Ora, naquela mesma região havia uns pastores que vigiavam e revezavam entre si as vigílias da noite para guardarem o seu rebanho.

9 Eis que se apresentou junto deles um anjo do Senhor; divina luz brilhou ao redor deles e tiveram grande temor.

10 Porém o anjo lhes disse: Não temais: porque eis que vos trago novas de grande alegria, que o será para todo o povo!

11 É que hoje vos nasceu na cidade de David o Salvador, que é o Cristo Senhor.

12 Este é o sinal que vo-lo fará conhecer: Achareis um menino envolto em panos, e posto numa manjedoura.

13 E subitamente apareceu com o anjo uma multidão numerosa da milícia celestial, que louvavam a Deus, e diziam:

14 Glória a Deus nas alturas, paz na terra e boa vontade aos homens.

15 Aconteceu que depois que os anjos se retiraram para o Céu, falavam entre si os pastores, dizendo: Passemos até Belém e vejamos o que sucedeu, e o que o Senhor nos mostrou.

16 Foram apressadamente e acharam Maria, José e o menino, que havia sido colocado numa manjedoura.

17 Vendo-o, deram a conhecer o que lhes havia sido dito acerca da criança.

18 E todos os que ouviram se admiravam do que os pastores lhes diziam.

19 Entretanto Maria conservava todas estas coisas, conferindo lá no fundo do seu coração umas com outras.

20 E os pastores voltaram glorificando e louvando a Deus, por tudo o que tinham ouvido e visto, que era conforme ao que se lhes tinha dito.

 

Circuncisão de Jesus. O primogênito é consagrado ao SENHOR

 

21 Depois que foram cumpridos os oito dias para ser circuncidado o menino, foi-lhe posto o nome de Jesus, como lhe tinha chamado o anjo, antes que fosse concebido no ventre de sua mãe.

22 E depois que foram concluídos os dias da purificação de Maria, segundo a lei de Moisés(Lv) o levaram a Jerusalém, para o apresentarem ao Senhor,

23 Segundo o que está escrito na lei do Senhor: Todo o filho macho, que for primogênito, será consagrado ao Senhor(Ex)

24 E para oferecerem em sacrifício, conforme ao que está mandado na lei do Senhor: Um par de rolas ou dois pombinhos(Lv)

 

Simeão reconhece no menino o Cristo de Deus Ee

 

25 Havia então em Jerusalém um homem chamado Simeão; este homem justo e timorato esperava a consolação de Israel, e o Espírito Santo estava com ele.

26 Ele havia recebido resposta do Espírito Santo, que não veria a morte sem ver primeiro ao Cristo do Senhor.

27 Espiritualmente inspirado,  veio ao Templo. Tendo os pais trazido o menino Jesus para cumprirem com ele o preceito, segundo o costume da lei;

28 Então o recolheu em seus braços Simeão e, louvando a Deus, disse:

29 Agora, Senhor, podes despedir ao teu servo em paz, segundo a tua palavra;

30 Porque já os meus olhos viram o Salvador que nos deste.

31 O qual preparastes ante a face de todos os povos;

32 Como lume para ser revelado aos gentios,  n e para glória do teu povo de Israel.

33 Seu pai e sua mãe estavam admirados daquelas coisas que dele diziam.

34 Simeão os abençoou e disse para Maria sua mãe: eis que este menino foi posto para ruína e para ressurreição de muitos em Israel; e para alvo de contradição;

35 Esta será uma espada que traspassará tua própria alma, a fim de se descobrirem os pensamentos que muitos terão escondidos nos corações.

 

A profetisa Ana também o reconhece

 

36 E havia uma profetisa chamada Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Esta havia já chegado a uma idade muito avançada, e tinha vivido sete anos com seu marido, desde a sua virgindade.

37 Achava-se esta então viúva, com oitenta e quatro anos de idade; ela não se apartava do Templo, onde servia a Deus de dia e de noite, em jejuns e orações.

38 Ela pois, sobrevindo nesta mesma ocasião, dava graças a Deus; e falava dele a todos os que esperavam a redenção de Israel.

 

O menino Jesus

Mt

 

39 E quando terminaram tudo, segundo o que mandava a Lei do Senhor, voltaram à Galileia para a sua cidade de Nazaré.

40 Entretanto o menino crescia e se fortificava, estando cheio de sabedoria; e a graça de Deus era com ele.

 

Jesus aos doze anos, entre os doutores Ee

 

41 Seus pais iam todos os anos a Jerusalém no dia solene da Páscoa.

42 Quando fez doze anos, subiu com eles a Jerusalém, segundo o costume do dia da festa,

43 E acabados os dias que ela durava, quando voltaram para casa, ficou o menino Jesus em Jerusalém, sem que seus pais o percebessem.

44 Crendo que ele viria com os da comitiva, andaram caminho de um dia, e o buscavam entre os parentes e conhecidos.

45 Como o não achassem, voltaram a Jerusalém em busca dele.

46 Aconteceu que três dias depois o acharam no Templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas.

47 E todos os que o ouviam, estavam pasmados da sua inteligência e das suas respostas.

48 Quando o viram se admiraram. E sua mãe lhe disse: Filho, por que agiste assim conosco? Sabe que teu pai e eu te andávamos buscando cheios de aflição.

49 Ele lhes respondeu: Para que me buscáveis? não sabíeis que importa ocupar-me nas coisas que são do serviço de meu Pai?

50 Mas eles não entenderam a palavra que lhes disse.

51 Desceu com eles e veio a Nazaré, e obedecia-lhes. Sua mãe conservava todas estas palavras no seu coração.

52 E Jesus crescia em sabedoria, em idade e graça diante de Deus e dos homens.

 


[1] Em outras versões: Luz para para alumiar as nações. Confira a versão francesa de Le Maistre de Sacy.

 

Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação.

Veja também as seguintes versões: Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition. Edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt

 

.

D
W