Bíblia do Caminho Testamento Redentor

Atos dos Apóstolos  † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 24  † 

(Versículos e sumário)

24 Passados cinco dias veio o príncipe dos sacerdotes, Ananias, com alguns anciãos e com um certo Tértulo orador, que fizeram uma representação ao presidente contra Paulo.

2 E citado Paulo, começou Tértulo a acusá-lo nestes termos: Como pela tua autoridade é que nós gozamos de uma profunda paz, e pela tua sábia providência se têm emendado muitos abusos,

3 Nós o reconhecemos em todo o tempo e lugar, ótimo Felix, com a devida ação de graças.

4 Mas para não te deixar suspenso por muito tempo, rogo-te nos ouças por um pouco com tua clemência.

5 Achamos que este homem é pestífero, promovendo sedições entre os judeus no mundo inteiro, e que é um dos cabeças da sediciosa seita dos Nazarenos;

6 Que também intentou profanar o templo; e o predemos, querendo julgá-lo segundo a nossa lei.

7 Mas sobrevindo o tribuno Lísias, no-lo tirou das mãos com grande violência,

8 Ordenando que os seus acusadores viessem a ti; tu mesmo, arguindo-o, poderás conhecer todas estas coisas de que o acusamos.

9 E os judeus também concordaram, dizendo ser isto assim.


A defesa do Apóstolo


10 Mas Paulo (tendo-lhe o presidente feito sinal que falasse) respondeu: Sabendo que és juiz desta nação há muitos anos, com bom ânimo to satisfarei.

11 Podes facilmente saber que não faz mais que doze dias que cheguei a Jerusalém para fazer minha adoração;

12 E no templo não me encontraram disputando com alguém; ou amotinando o povo nas sinagogas ou na cidade;

13 Nem te podem provar as coisas de que agora me acusam.

14 Porém confesso-te que, conforme a seita que eles chamam heresia, sirvo ao Pai e Deus meu, crendo todas as coisas que estão escritas na lei e nos profetas;

15 Tendo esperança em Deus, como eles mesmos também esperam, e na ressurreição futura de justos e iníquos.

16 E por isso procuro sempre ter minha consciência limpa de ofensas a Deus e aos homens.

17 Passados muitos anos vim à minha gente para fazer esmolas, oferendas e votos.

18 Nisto me encontraram purificado no templo, não com turba nem com tumulto.

19 Foram uns judeus da Ásia [que vendo-me, promoveram o tumulto], e que deviam comparecer diante de ti e acusar-me se tivessem alguma coisa contra mim.

20 Ou que estes mesmos digam se acharam em mim iniquidade, quando compareci no conselho,

21 Senão por estas solenes palavras que proferi estando no meio deles: Quanto à ressurreição dos mortos eu sou julgado hoje por vós.

22 Tendo, porém, perfeita ciência deste caminho, Félix os despediu, dizendo: Quando vier o tribuno Lísias, então vos ouvirei.

23 E ordenou a um centurião que o mantivesse sob livre-custódia, deixando-o tranquilo, sem proibir que os seus o servissem.

24 Passados alguns dias vindo Félix com Drusila, sua mulher, que era judia, chamou Paulo e o ouviu falar da fé que há em Jesus Cristo.

25 Mas explanando ele da justiça, da castidade e do juízo futuro, Félix todo atemorizado lhe disse: Por ora basta, vai-te, oportunamente ouvir-te-ei.

26 Ao mesmo tempo ele esperava que Paulo lhe oferecesse algum dinheiro, pelo que mandava chamá-lo frequentemente e se entretinha com ele.

27 Passados dois anos porém, Félix teve por sucessor a Pórcio Festo; e querendo ganhar a graça dos judeus, Félix deixou Paulo na prisão.



Confira como Paulo aproveitou, a benefício do Evangelho, seus dois anos de cativeiro no oitavo capítulo da segunda parte de Paulo e Estêvão.


Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: Novum Testamentum Graece (NA28 - Nestle/Aland, 28th revised edition, edited by Barbara Aland and others) Parallel Greek New Testament by John Hurt.


.

Abrir